Indaiatuba

Terreno valorizou de R$ 450 mil para R$ 10 milhões

O caso teve início em 2004, quando o terreno foi comprado por R$ 450 mil por Leonício e, posteriormente, desapropriado em fevereiro de 2014 por Reinaldo, pelo valor de R$ 9,997 milhões. A escritura foi feita em nome de Adma Galacci em 2006 e, poucos meses antes da desapropriação, em 2013, o prefeito alterou o zoneamento do local, que valorizou cerca de 35%.

O endereço da Bela Vista, incorporadora de Adma e Camila, é o mesmo da Layout Empreendimentos, que era de propriedade de Reinaldo e do seu irmão, o deputado Rogério Nogueira (DEM). Contudo, os promotores apontaram que Adma não possuía condições financeiras para adquirir o imóvel. Como ela já havia trabalhado com Rogério, a Bela Vista e a Jacitara foram apontadas como facilitadoras da movimentação financeira. Assim, a Bela Vista teria sido constituída apenas para receber os R$ 10 milhões, protegendo os verdadeiros responsáveis pela transação. Por meio de escutas telefônicas, a investigação revela que o valor pago na desapropriação foi desviado para empresas de Reinaldo, fazendo assim com que parte do montante retornasse para ele.


Fonte:


Notícias relevantes: