Indaiatuba

CPFL registra seis acidentes fatais nesse ano na rede elétrica

RISCO

Apesar da redução de 17% no número de acidentes totais com a rede elétrica envolvendo a população, as distribuidoras da CPFL no Estado de São Paulo registraram o aumento de acidentes fatais, passando de dois para seis casos na comparação entre os cinco primeiros meses de 2015 e igual período de 2016.

Dados de 2015 de todas as sete concessionárias do Grupo no Estado de São Paulo mostram diversos tipos de acidentes nas redes elétricas com a população. Os mais comuns ocorrem na execução de serviços de pintura (23% do total), quando, por exemplo, o bastão do rolo toca na rede elétrica, e em obras de construção (21%), quando, por exemplo, vergalhões e réguas de alumínio, tocam na fiação. Outros acidentes acidentes recorrentes envolvem pipas, queda de postes, podas de árvore, equipamentos agrícolas e o furto de fios e cabos da rede elétrica.

De acordo com os dados registrados pela CPFL, em 2016 já tiveram 15 acidentes totais, sendo que seis foram fatais. Já no ano de 2015, os dados apontam para 18 acidentes totais, sendo que dois foram fatais. Para o ano de 2014, a empresa registra 22 acidentes totais e sete fatais. No ano de 2013, foram 21 acidentes totais e quatro fatais.  

De acordo com o Gerente de Segurança, Saúde e Qualidade de Vida, Márcio Mário Zidan, a prevenção sempre será a melhor ação. Por isso, a CPFL oferece treinamentos e palestras gratuitas em escolas, condomínios, sindicatos, empresas, associações comunitárias e entidades, a Cepae ( Campanha Externa de Prevenção de Acidentes de Origem Elétrica)  promove o espírito prevencionista no convívio da população com a energia elétrica, conscientizando sobre os riscos associados ao seu uso indevido e dando dicas e atitudes seguras que contribuem para evitar acidentes no convívio com as redes elétricas.


Fonte:


Notícias relevantes: