Indaiatuba

Apae Indaiatuba comemora 40 anos

CELEBRAÇÃO

Esta semana foi de festa para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Indaiatuba, que completou 40 anos de existência, no dia 29. A data foi marcada por dois dias de celebração, promovidos por apoiadores e pela própria diretoria.

O primeiro evento comemorativo foi o Virado à Paulista, realizado por um grupo de empresários, no salão social do Indaiatuba Clube. O almoço contou com a presença de aproximadamente 600 pessoas e a renda foi integralmente revertida para a Apae.

No dia do aniversário da Apae, última quarta-feira, a diretoria recebeu colaboradores, voluntários, fundadores e apoiadores para um almoço em sua quadra. À ocasião, foi descerrado o quadro que reproduz a ata de fundação da entidade, com os nomes de todos os fundadores.

A diretoria da Apae celebrou o aniversário junto aos 80 funcionários, além de amigos, como Rita de Cássia Trasferetti e José Roberto Stefani, secretários municipais da Educação e da Saúde; e Luís Alberto Pereira, o Cebolinha, presidente da Câmara Municipal. Entre os fundadores, estavam Gentil Pacioni (presidente da Apae); José Luiz da Silva Miranda (diretor-superintendente da Tribuna); Celino Roncato e a esposa Noêmia; José Carlos Tonin; Junia Oliva e Luiz Carlos Lemos.

“Durante o almoço, nós fizemos uma homenagem aos nossos funcionários Ângela Prandini, Eliane Gomiero, Marisa Müller e André Luiz Guimarães”, lembra Gentil Pacioni, que está à frente da entidade há seis anos. “Posso dizer que chegamos fortes até aqui, contando com uma equipe altamente capacitada de profissionais, sendo que 90% possuem especialização”, completa.

Psicografia

No início do almoço, Gentil fez a leitura de um discurso psicografado. “Foi muito emocionante e as palavras descrevem exatamente o sentimento de todos os envolvidos no desenvolvimento das atividades e no crescimento da entidade”, revela o presidente. Confira alguns trechos do discurso:

“Cada tijolo aqui colocado tem um pouco de cada um, que nunca mediram esforços para que a missão se concretizasse. Todos indistintamente colaboraram com a obra prevista pelo nosso Pai Maior. (...) Esta casa de atendimento às pessoas com deficiência é um portal de bênçãos para aqueles que necessitam de amor, luz e acolhimento fraterno. (...) só o amor é capaz de transformar o mundo, acabar com o preconceito, com a dor, a miséria e o infortúnio (...).”


Fonte:


Notícias relevantes: