Indaiatuba

Cidade tem baixa nos casos de meningite no primeiro semestre deste ano

SAÚDE

A cidade teve uma baixa nos casos de meningite neste ano comparado a 2015. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, entre janeiro e junho, foram notificados e confirmados quatro casos no município, contra 27 no ano passado.

Foi registrado neste ano um caso em um bebê menor de um ano de idade, dois casos em crianças de um ano a quatro anos, e um caso e uma pessoa na faixa etária de 40 a 49 anos.

Durante todo o ano de 2015, a Secretaria somou 27 casos de meningite na cidade. Foram cinco casos em crianças menores de um ano; seis casos em crianças de um a quatro anos; quatro casos na faixa etária de cinco a nove anos; dois casos de dez a 14 anos; quatro casos em jovens de 15 a 19 anos; três casos em jovens de 20 a 29 anos; três casos em pessoas de 30 a 39 anos; dois registros em adultos de 40 a 49 anos; um caso em uma pessoa da faixa etária de 50 a 59 anos; e dois casos na faixa de 60 anos ou mais.

A Secretaria de Saúde também informou que desde setembro de 2010 o Programa Nacional de Imunizações (PNI) incluiu no calendário básico de vacinação para crianças menores de dois anos a vacina contra o meningococo tipo C. Porém, em janeiro de 2016 esta faixa etária foi ampliada para crianças até quatro anos de idade.

Meningite

Segundo o Ministério da Saúde, a meningite é um processo inflamatório das meninges - membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Ela pode ser causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, vírus, parasitas e fungos, ou também por processos não infecciosos. No Brasil, a meningite é considerada uma doença endêmica, sendo assim, casos da doença são esperados ao longo de todo o ano, com a ocorrência de surtos e epidemias ocasionais, sendo mais comum as meningites bacterianas no inverno e as virais no verão.


Fonte:


Notícias relevantes: