Indaiatuba

Trecho de estrada tem 11 acidentes em uma semana

ESTRADA

Uma série de acidentes ocorridos com motoqueiros na Estrada General Motors tem gerado preocupação nos usuários. O segurança de uma das empresas locais revela que, em uma semana, foram 11 quedas; segundo ele, a causa seria a pouca visibilidade da pista em horários de penumbra, principalmente em torno das 5h.

"O novo pavimento tem causado os acidentes", conta Marildo Pereira, funcionário de uma das companhias. "Várias pessoas de moto já caíram ali, algumas vezes por causa do piche e outras porque havia óleo na pista. Ainda bem que ninguém se machucou seriamente, mas alguns foram encaminhados para cuidados médicos".

Pereira fala ainda que os primeiros socorros são prestados pelos funcionários da empresa em que trabalha. "Se a gente vê a pessoa cair, vai ajudar", revela. "Os acidentes ocorrem com mais frequência logo pela manhã, pois ali não tem qualquer iluminação e as pessoas não conseguem ver no asfalto as áreas de maior perigo, e acabam derrapando. Acredito que, se fossem instalados postes ali, as quedas diminuiriam", opina.

A Secretaria de Obras e Vias Públicas (Semop) divulgou em nota, via assessoria, que o local ainda está em obras e a iluminação será feita assim que os trabalhos forem concluídos. Sobre as quedas dos motociclistas, foi informado que na semana passada ocorreu um problema com um caminhão que derrubou óleo hidráulico no asfalto, deixando o trecho da pista escorregadio. A Semop colocou serragem no local e fez a limpeza necessária.

Atenção dobrada

Piso molhado ou escorregadio é o terror de boa parte dos motociclistas. É o que garante Johnny Godoi, motociclista que já tem mais de dez anos de experiência com o veículo. "A regra número um em pisos escorregadios é suavizar nos comandos, e nunca acionar os freios de maneira brusca", orienta. "O ideal é conhecer a moto e saber como ela se comporta em diferentes tipos de pavimento. Além disso, vale lembrar que asfalto novo escorrega igual ao paralelepípedo, devido à baixa aderência dos pneus no piso".

Para quem utiliza a moto diariamente, o motociclista indica o conhecimento prévio da área a ser percorrida. "Não é só a chuva que deixa o piso escorregadio, mas tem também muita fuligem e sujeira que podem fazer a moto derrapar".

Apesar do clima seco, Godoi deixa mais um recado sobre cuidados em dias chuvosos. "O começo de chuva é mais perigoso do que a água que está caindo há muitas horas, porque a chuva forte já levou embora a maior parte da sujeira da pista", finaliza.


Fonte:


Notícias relevantes: