Indaiatuba

Obra do viaduto traz medo de colisões

VIADUTO

O novo viaduto que está sendo construído na marginal direita do Parque Ecológico, próximo ao cruzamento da Avenida Manoel Ruz Peres, no Jardim Hubert, está em andamento desde março, porém, a pouca sinalização pode originar acidentes.

De acordo com alguns moradores locais, as freadas no trecho próximo às obras são frequentes e, há cerca de três semanas, houve uma colisão envolvendo um carro e uma motocicleta. "Eu estava em casa quando escutei a pancada", conta a dona de casa Beatriz Landin. "Saí na sacada e consegui ver o carro e a moto, e os Bombeiros que já estavam atendendo o pessoal", continua.

Ela revela ainda a dificuldade que está para atravessar a marginal. "Preciso passar por aqui todos os dias e é um malabarismo para conseguir atravessar; quando fecha o farol para a pista do Parque, abre o da Ruz Peres, e temos de aproveitar este pouco tempo entre os dois para tentar fazer a travessia", desabafa.

Já o ajudante Leandro Souza fala que as freadas são constantes. "Neste pedaço, a pista do Parque fica mais estreita, por causa dos tapumes da obra, e, se o farol está verde, ninguém quer reduzir a velocidade. Acontece que aqui tem muito movimento de bicicletas e pedestres, e os motoristas, muitas vezes, freiam em cima", alega.

Insuficiente

Questionados sobre a sinalização, a maioria dos moradores disse que considera insuficiente. "Acho que deveriam sinalizar melhor, porque só tem os cavaletes mais para frente", opina.

Beatriz acredita que o excesso de velocidade no local também pode contribuir bastante em prováveis acidentes. "Assim que eles veem os cavaletes, já deveriam reduzir a velocidade", conclui.

A Secretaria de Obras e Vias Públicas (Semop), responsável pelo elevado, informou, via assessoria de comunicação, que foi feita a sinalização necessária, porém, que irá pedir à equipe do Departamento de Trânsito verificar o que é possível melhorar no local.

Viaduto

Pelo projeto elaborado pela Pasta, o elevado terá duas faixas de rolamento posicionadas à esquerda da Av. Fábio Barnabé, com passagem livre para quem segue no sentido da Av. Ário Barnabé, no Jardim Morada do Sol. As outras duas faixas de rolamento paralelas ao elevado darão acesso ao retorno para a Marginal Esquerda do Parque, ou à Rua Soldado João Carlos de Oliveira Jr. (à esquerda); e à Av. Manoel Ruz Perez, e ruas Laura Tachinardi Maria Netto e João Giaquinito, nos jardins Colonial e Hubert (à direita).

O viaduto terá 385,7 metros de extensão, entre acesso e elevado, e é construído com o sistema de terra armada, que não deixa vãos nas laterais da pista. A pavimentação englobará uma área de 2.291 m², além dos 507,4 m² do acesso. O trecho de terra armada será de 1.428 m², com uma estrutura aérea de 355,7 m².

A área total de recapeamento será de 27.857,3 m², dividida em quatro trechos, sendo o primeiro de 13.466,77 m², na Rua Soldado João Carlos de Oliveira Junior; o segundo de 3.962,50 m², na Rua João Giaquinto; o terceiro (5.370,08 m²) e o quarto (5.057,95 m²) trechos, estão na Av. Fábio Barnabé.


Fonte:


Notícias relevantes: