Indaiatuba

Dados registrados apontam incompatibilidades

Os casos de vítimas de abuso sexual em menores de 18 anos de 2013 a 2015 que ocorreram no município de Indaiatuba relatados e notificados para a Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde totalizam 40, sendo que, desse total, cinco casos competem às vítimas do sexo masculino e 35 casos do sexo feminino.

Tais dados atestam que nem sempre as estatísticas são as mesmas tanto com relação aos atendimentos no CAPS-i, CREAS e Derefim, como também na Delegacia.

Na reportagem publicada em 20 de Agosto de 2016, apareceu o total de casos registrados de abuso sexual contra criança e adolescente na Delegacia de Defesa da Mulher de 2013 a 2016 em 116.

Atualmente pelo CAPS-i são atendidos cerca de cinco crianças ou adolescentes e, no Creas, durante os três últimos anos, foram atendidos 94 casos. E ainda de acordo com os dados coletados pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, os casos totalizam 40.

"Nem sempre os dados são os mesmos de todas as instâncias. Acredito que seja necessário algum sistema de informatização para melhorar essa distribuição de dados para toda a rede de atendimento", afirma Leandro Tavares de Oliveira, psicólogo do Derefim.


Fonte:


Notícias relevantes: