Indaiatuba

Advogada Lenora Panzetti foi elogiada em Desagravo referente ao caso Monte Santo

MONTE SANTO

A advogada Lenora Thais Steffen Told Panzetti participou na segunda-feira da Cerimônia de Desagravo Público referente ao caso de adoções de Monte Santo (BA). O desagravo foi seguido de uma palestra da advogada, na sede da OAB de São Paulo.

A Câmara Municipal de Barueri aprovou, em 2012, a moção de repúdio a advogada, fundada na matéria veiculada por um programa da Rede Globo, em razão de sua atuação na defesa das famílias substitutas, ferindo suas prerrogativas profissionais.

Na cerimônia de segunda-feira, o advogado Ricardo Toledo, atual diretor tesoureiro da Seccional da OAB-SP, proferiu a oração de desagravo demonstrando apoio e admiração ao trabalho desenvolvido pela advogada, repudiando a ação da Câmara de Vereadores de Barueri por desrespeitar as prerrogativas profissionais da advogada na defesa das famílias e das acusações indevidas. Também esteve presente na cerimônia e se posicionou a favor do desagravo o Diretor Tesoureiro da Subseção de Indaiatuba da OAB, Caetano Fernando de Domenico.

Após a cerimônia de desagravo, Lenora foi convidada a falar sobre o caso e o andamento do processo, que ainda corre em segredo de Justiça perante a Vara da Infância em Monte Santo. A palestra foi promovida pelas Comissões de Direito à Adoção e de Direito de Família e Sucessões da OAB-SP, com o apoio do Departamento de Cultura e Eventos da entidade. "Fiquei muito feliz e gratificada pelo órgão que representa minha classe ter reconhecido que eu estava certa e comprometida com a verdade. Isso significa que a OAB apurou o que eu estava fazendo e concluiu que eu estava certa", comenta. "Tanto para mim, quanto para as famílias esta Cerimônia de Desagravo foi o início de uma comprovação da verdade e de retratação que esperamos por parte da Rede Globo".

A advogada Lenora é, atualmente, a representante legal de duas das quatro famílias afetivas dos cinco irmãos baianos. Lenora também é membro das Comissões de Direitos e Prerrogativas e de Direito à Adoção e da Mulher Advogada da OAB-SP e do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM).


Fonte:


Notícias relevantes: