Indaiatuba

Campanha de vacinação contra a raiva termina amanhã

VACINAÇÃO

A campanha municipal de vacinação contra a raiva termina amanhã, e a Prefeitura já recebeu 14.788 animais, entre cães e gatos, nos vários postos disponibilizados na cidade.

Foram 12.443 animais na zona urbana (10.385 cães e 2.058 gatos) e área rural 2.345 animais 1.921 cães e 424 gatos.

Segundo a médica veterinária Soledad Orives, coordenadora da campanha, ainda não foram contabilizados números do canil municipal e da Faculdade Max Planck.

"A campanha surpreendeu, principalmente a procura pelos postos noturnos, que atendeu à população das 19h às 21h30, com cerca de 200 animais vacinados por quarta-feira", disse a coordenadora.

A aplicação da vacina antirrábica é gratuita, no entanto, cabe ao tutor o compromisso de levar o animal ao local da imunização. Segundo a criação de postos de atendimento noturno foi novidade este ano. "Tivemos o total de três postos, que funcionaram entre as 19h e 21h, na Praça do Lago, na Avenida Ário Barnabé; na praça do antigo Tejusa e na do Cato", comenta. "Entre hoje e amanhã, a população pode contar com as unidades volantes, que operam em horários diferentes conforme as localidades", complementa Soledad.

Além dos postos itinerantes, o hospital veterinário da faculdade Max Planck estará auxiliando até o último dia da campanha, imunizando os animais no período das 8h às 21h30.

Abrangência

A campanha de vacinação antirrábica teve início em Indaiatuba no dia 6 de agosto, e o objetivo era imunizar 20 mil animais (cães e gatos) contra a raiva. A doença é transmitida pela mordedura ou lambedura da mucosa ou pele lesionada por animais portadores. Os bichinhos domésticos de estimação são as principais fontes de transmissão da raiva para os seres humanos.

De acordo com o setor epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, responsável pela campanha na cidade, a vacina foi disponibilizada gratuitamente pelo Ministério da Saúde. "A responsabilidade pelos cuidados com os animais é dos tutores", afirma Soledad.

Informações podem ser obtidas no telefone (19) 3834-9297.


Fonte:


Notícias relevantes: