Indaiatuba

Cartório Eleitoral explica logística para apuração

CARTÓRIO ELEITORAL

Nenhuma ocorrência foi registrada durante a realização das Eleições Municipais. Sem troca de urnas, a apuração terminou por volta das 21h30. No total, 154.364 eleitores votaram em 412 diferentes seções. O índice de abstenção foi de 18,82% (29.104 eleitores) e o de comparecimento, de 81,18% (125.530 eleitores).

Do total de 125.530 votos registrados, 7.663 (6,10%) foram em Branco, e 8.604 (6,85%) foram Nulos. Nenhum voto ficou pendente, segundo o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Deste total de 109.263 (87,04%) votos válidos, 101.246 (92,66%) foram Nominais e outros 8.017 (7,34%) foram para a legenda."Foi uma votação bem tranquila, sem troca de urnas. Precisamos apenas trocar o flash de uma urna", conta Lilian Dalva Silva de Lima, chefe do Cartório da 211ª Zona Eleitoral. "A apuração atrasou um pouco por causa do sistema do Tribunal Superior Eleitoral. Conforme as mídias chegavam, íamos transmitindo".

O sistema deve ser totalmente informatizado em breve. "Hoje, nós buscamos a mídia fisicamente. As escolas ficam distantes e a chegada das mídias demora um pouco, às vezes", comenta. "O sistema JE Connect é utilizado em alguns municípios e vem sendo implementado aos poucos", completa Lilian, ressaltando que nenhuma ocorrência foi registrada.

Sistema

Nestas eleições, a Justiça Eleitoral de São Paulo utilizou o sistema JE Connect para transmissão de resultados. Trata-se de ferramenta que viabiliza a transmissão do boletim de urna diretamente de alguns locais de votação, garantindo agilidade na totalização dos votos, sem comprometimento da segurança.

O JE Connect transmitiu dados de 78 pontos, em 49 municípios do Estado de São Paulo, inclusive na capital. As zonas eleitorais de Santo André, Ourinhos, Bragança Paulista, Itapecerica da Serra, Franca e Piracicaba são algumas das que utilizaram a tecnologia. Na capital, as Zonas de Santa Ifigênia (3ª ZE), Ermelino Matarazzo (326ª ZE), Sapopemba (350ª ZE), Grajaú (371ª ZE), Parelheiros (381ª ZE), Cidade Tiradentes (404ª ZE) e Pedreira (418ª ZE) fizeram uso do JE Connect.

A transmissão dos dados será feita através de um computador da Justiça Eleitoral, instalado no local de votação, por meio de conexão disponível através de uma rede privada virtual (VPN), que garante total segurança ao tráfego de dados. A agilidade dos trabalhos é garantida pelo fato de a mídia onde se encontram os dados das urnas ser lida no próprio local de votação, às vezes distantes da sede da zona, em vez de precisar ser levada ao cartório eleitoral.

No pleito de 2014, o TRE-SP adotou o JE Connect, em caráter experimental, em 4 zonas eleitorais e todas as participantes tiveram ganho de performance na apuração dos resultados.

A utilização do JE Connect para as Eleições 2016 foi aprovada pelo TRE-SP por meio da resolução nº 384/2016, na qual constam os locais que utilizarão o sistema.

(Fábio Alexandre)


Fonte:


Notícias relevantes: