Indaiatuba

Santinhos invadem ruas e lagos e ninguém é multado

A cidade amanheceu ontem, mais uma vez repleta de "santinhos" nas ruas e calçadas próximas as escolas que receberam as urnas eletrônicas das Eleições 2016 no domingo, dia 2. Assim como nos anos anteriores, os eleitores reclamaram da sujeira e do perigo de escorregar que as publicidades no chão causam.

Apesar de em Indaiatuba estar em vigor, desde 2014, a Lei 6.271, que determina a aplicação de multa no valor de R$ 100 para o cidadão que for flagrado jogando lixo nos logradouros públicos, fora dos locais destinados para este fim, ninguém foi multado nas Eleições.

De acordo com a Prefeitura ainda não há registros de autuação. Por meio de sua assessoria de imprensa, a Administração também respondeu que para a pessoa ser multada, ela precisa ser flagrada jogando o lixo na rua. "É preciso haver flagrante, o que é muito difícil. O mesmo vale para o lixo eleitoral, que geralmente é jogado nas portas das escolas durante a madrugada", informou a assessoria.

Lei

O projeto de Lei 6.271 é de autoria do ex-vereador Maurício Baroni. Além de multar quem for pego jogando lixo nos logradouros públicos, ainda conforme a lei, o agente responsável pela autuação pode solicitar, sempre que necessário, o auxílio da força policial quando o infrator dificultar sua ação. Os recursos financeiros provenientes da arrecadação com as multas aplicadas deveriam ser destinadas à Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Semurb).

Limpeza

A Tribuna também questionou a Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente sobre a limpeza das ruas e calçadas que amanheceram repletas de "santinhos". O secretário de Urbanismo e Meio Ambiente, José Carlos Selone, informou por meio de sua assessoria de imprensa, que a limpeza foi iniciada na manhã de ontem, envolvendo mais de cem funcionários. "A chuva atrapalha um pouco o trabalho das equipes porque o material gruda no chão e, algumas vezes, precisa ser rastelado para possibilitar a retirada. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos até o fim de semana", disse. "Ainda não foi feito o cálculo de volume do material coletado", acrescentou.

Lagos

Uma das preocupações dos leitores é que, com a chuva, os "santinhos" pudessem cair nos lagos e córregos da cidade. Sobre esta preocupação, segundo a Pasta, o secretário informou que justamente por "colar" no chão por causa da chuva, não há grandes problemas com santinhos nas redes de águas pluviais.

Após a chuva de ontem, a reportagem foi até lago localizado na Rua Irineu Rocha Ribeiro, no Jardim Morada do Sol, próximo à Escola Municipal Professora Elizabeth de Lourdes Cardeal Sigrist, e constatou que os papéis desceram para o lago. Alguns ficaram presos na margem e outros caíram na água. A Tribuna também recebeu fotos de internautas que mostram que mesmo antes da chuva, ainda no domingo, os "santinhos" já haviam caído no lago próximo à escola Professora Elizabeth.

Também foram flagrados "santinhos" às margens do lago localizado na Alameda José Amstalden, próximo ao Colégio Objetivo.


Fonte:


Notícias relevantes: