Indaiatuba

Outubro Rosa segue com suas atividades

Em continuidade às atividades do Outubro Rosa, a Prefeitura promove, durante o mês, diversas atividades para alertar sobre a importância da prevenção do câncer. Além do caminhão Mama Móvel, os postos de saúde oferecem mamografias gratuitas.

A Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) exames gratuitos de mamografia para pacientes agendadas, com solicitação feitas por ginecologistas, clínicos gerais e médicos da família. Os exames serão realizados no Mama Móvel, que conta com o mamógrafo, e irá permanecer em cada UBS das 8h às 16h.

A Secretaria também irá promover palestras e exames de citologia oncótica, também conhecida por exame preventivo do colo do útero ou Papanicolau. "Esta análise tem como objetivo detectar a doença em estágio precoce, ou anomalias nas células que podem estar associadas ao desenvolvimento deste tipo de tumor", explica a ginecologista Fernanda Ribeiro. "O exame também é capaz de identificar condições não cancerígenas, tais como verrugas genitais originadas pelo HPV (papiloma vírus humano); herpes; infecções vaginais causadas por fungos (candidíase) ou bactérias. E fornece ainda informações sobre os níveis dos hormônios (estrógeno e progesterona)", completa.

O Mama Móvel iniciou o roteiro do mês na última terça-feira, no Jardim Brasil; e hoje, o veículo estará no Posto de Saúde da Família (PSF) do Jardim Oliveira Camargo (veja a programação completa no quadro).

Conhecer e prevenir

Fátima Maia, enfermeira e coordenadora da Atenção Básica em Indaiatuba, lembra que as ações que integram o mês de prevenção do câncer de mama visam despertar as pessoas para participarem e se engajarem na luta contra a doença. "Queremos que toda a população participe das atividades nas suas Unidades de Saúde. Cada unidade trabalhará o tema e com atividades variadas", reforça.

Ela salienta também que os exames preventivos devem ser regulares, principalmente depois dos 40 anos de idade. "É muito importante que as mulheres desta faixa etária acima passem por consultas médicas anuais e deixem os exames em dia", acrescenta.

No ano passado, o município registrou 17 mortes por câncer de mama e duas por câncer no útero; em 2016, o câncer de mama já provocou 18 óbitos, enquanto que a doença no útero ocasionou duas mortes.


Fonte:


Notícias relevantes: