Indaiatuba

Tarifa de energia tem redução média de 24%

Contrariando previsões de aumento, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou, no início da semana, a redução média de 24,18% na conta de luz. As tarifas, aplicadas pela CPFL Piratininga, entram em vigor a partir de amanhã.

Para os que utilizam a alta tensão, a redução foi ainda maior, de 30,22%; já as contas de luz de residências e estabelecimentos de pequeno porte, perceberão queda de 19,48% no valor da conta.

De acordo com a Aneel, a queda no custo das tarifas teve origem na diminuição do valor cobrado pelo encargo setorial da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE). Além disso, o preço de compra de energia produzida pela usina de Itaipu, que é cotada em dólar, foi menor. Este ano, a taxa da moeda americana baixou, valorizando o Real.

A devolução da perda de receita causada pela liminar obtida pelos grandes consumidores, para não pagarem a CDE, se configurou como terceiro fator que influenciou na redução da conta de luz. Os custos compõem a chamada parcela A, que não são gerenciáveis pela CPFL e, por isso, não integram sua remuneração.

Já a parcela B, que engloba os gastos operacionais da concessionária e influem na remuneração, representa uma pequena parte da tarifa de energia estabelecida pela Aneel. A CPFL Piratininga atende a 1,68 milhão de consumidores em 27 municípios do interior e litoral.

Marcelo Toledo é comerciante e há cerca de um ano possui um quiosque na Praça Prudente de Moraes. Ele também tem expectativa de que a queda na taxa traga um respiro no orçamento. O local é pequeno e comporta uma geladeira e uma fritadeira, responsável pela maior parcela de consumo. "É um benefício e é sempre bom sermos surpreendidos por uma notícia de redução de tarifas", comemora.


Fonte:


Notícias relevantes: