Indaiatuba

Iluminação residencial representa até 20% do valor da conta do mês

A CPFL aponta que a iluminação residencial representa de 15% a 20% do valor total da conta de energia. Segundo a concessionária, o ideal seria substituir as lâmpadas incandescentes (já proibidas), ou mesmo as fluorescentes, pelos modelos LED. O custo pode ser maior, porém, o consumidor ganha muito na redução do consumo, que pode ser de até 80%, e com o mesmo resultado na iluminação.

Já o chuveiro elétrico lidera a lista dos vilões, abocanhando de 25% a 35% do custo energético mensal. Os aparelhos conectados e sem uso, que ficam com as "luzes" acesas também roubam energia, representando 12% do consumo de uma casa.


Fonte:


Notícias relevantes: