Indaiatuba

Cadastro para Barracão ainda está aberto

Ainda estão abertas as inscrições para agricultores que queiram expor e vender seus produtos nos boxes do Barracão de Itaici, ao lado da antiga Estação Ferroviária do bairro.

Os boxes ficam abertos até dia 22 de dezembro. O projeto pertence à Secretaria de Desenvolvimento e o pré-cadastro para ocupar os boxes pode ser feito pelo site da Prefeitura.

O projeto prevê a exploração de atividade de lanchonete e espaço para pequenos agricultores e congêneres, além de um museu de fotos e sala de informática.

Para participar, os interessados deverão desenvolver as atividades agrícolas cultivadas dentro do município, podendo ser pessoa física ou jurídica e realizar seu cadastro através do link www.indaiatuba.sp.gov.br/desenvolvimento/projeto-estacao-itaici/cadastro-produtores-rurais/.

O pré-cadastro tem o objetivo de obter mais informações sobre os interessados, tais como: principais produtos, se pessoa física ou jurídica, dados cadastrais, quanto tempo desenvolve esta atividade entre outras informações. A inscrição não garante que a empresa ou pessoa tenha o direito ao box, esse cadastro é apenas um levantamento de informações.

Área de convivência

O projeto começou após a demolição de casas em área de risco na região. A ideia é criar um ponto de exposição e venda que reúna os produtores rurais e que funcionará como um mercado municipal. Conforme informações da Secretaria de Planejamento Urbano e Engenharia, responsável pelo projeto arquitetônico do barracão, o espaço terá cerca de 400m², dividido em 20 boxes de 12m² cada um.

Projetada em estilo rústico, a estrutura contará com pilares de sustentação feitos com troncos de eucalipto e coberto com telhas termoacústicas.

Em paralelo aos serviços no espaço de exposições rurais, foi feita a urbanização do em torno da Estação.

A Estação Ferroviária, por sua vez, irá funcionar como um boulevard, aberto para visitação e momentos de lazer, em que os visitantes poderão passear, descansar e tirar fotos, além de aproveitar para comprar os produtos comercializados pelos produtores rurais.


Fonte:


Notícias relevantes: