Indaiatuba

Especialistas orientam verificar reputação de lojas escolhidas

A cada ano, a Black Friday tem caído no gosto dos brasileiros. Para os consumidores, esta é a oportunidade para adquirir o tão desejado produto, com um preço mais em conta. Além disso, a data funciona como uma antecipação das compras de Natal, evitando correrias e riscos nos prazos de entrega na última hora.

Mas, antes de sair comprando é preciso ficar atento para não levar gato por lebre. O lojista Carlos Sousa revela não acreditar muito na Black Friday, pois acredita que muitos se aproveitam para agir de má fé. "Alguns colocam o preço lá em cima e, depois, na data, dizem estar oferecendo descontos. Por isso, temos o hábito aqui na loja de oferecer descontos e vantagens aos nossos clientes em qualquer época do ano. É um método bem mais eficiente de fidelização", opina.

"Desconfie de ofertas arrasadoras de empresas desconhecidas. Cheque a reputação da empresa, dados como razão social, nome da empresa, número do CNPJ, endereço e telefone para contato são informações que ajudam a verificar a existência e a idoneidade. Com pesquisas básicas em sites, é possível identificar antecedentes, reclamações de outros consumidores etc.", alerta Luiz Antônio Sacco, diretor-presidente da SafetyPay.

Em relação às compras pela internet, ele afirma que o cuidado deve ser dobrado. "Atente-se à patente do site em relação à segurança, verificando se a página apresenta os principais certificados que garantem credibilidade. Veja se há certificação digital, indicada por https://, ou por um cadeado no rodapé da página. Empresas sérias sempre fornecem Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC)", emenda Luiz.

A advogada Sivone da Silva chama a atenção ainda para os direitos do consumidor. "Poucos sabem seus direitos diante de uma compra mal sucedida. O Código de Defesa do Consumidor, em seu artigo 49, prevê o direito do arrependimento e os consumidores têm o prazo de até sete dias corridos, a partir da data da compra ou do recebimento da mercadoria, para se arrepender e conseguir o reembolso,sem a necessidade de justificativa", esclarece.


Fonte:


Notícias relevantes: