Indaiatuba

Doações de parte do IR a entidades podem ser feitas até o fim do mês

DOAÇÃO

Por meio da declaração do Imposto de Renda (IR), o contribuinte pode também beneficiar entidades assistenciais. O Imposto Solidário destina até 3% do dinheiro às entidades municipais. Os repasses podem ser feitos por pessoas física e jurídica, e para as empresas, o prazo vai até o dia 30 de dezembro.

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) promove campanha permanente para que os contribuintes colaborem com os projetos da entidade. A assistente social e presidente do Conselho, Viviane Roberta Barnabé, explica como as doações podem ser feitas. "Os contribuintes podem direcionar até 3% do imposto de 2016 para o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Indaiatuba (Funcri). Se houve doação anterior, mas esta não chegou a 6%, o contribuinte pode completar a destinação, mas sem ultrapassar o limite de 3%", esclarece.

As pessoas físicas poderão fazer doações a qualquer tempo, e o prazo final para que a doação entre no calendário de 2016 termina em abril.

O dinheiro vai para o Funcri, que é responsável pelo repasse dos recursos a 23 entidades assistenciais de Indaiatuba. As doações de parte do IR correspondem a 3% para pessoa física e 1% para pessoa jurídica, e podem ser feitas diretamente na declaração. "Vale lembrar que o doador deve optar pela declaração completa (e não a simples)", alerta Viviane.

Ela destaca ainda que os recursos vindos das doações do IR são muito importantes e ajudam muito as entidades do município. "As doações são feitas a partir do imposto devido, por isso, não geram nenhum custo para o contribuinte. Esses recursos são, em muitos casos, a principal fonte de captação de renda para o Fundo, e que são aplicados em programas e projetos, conforme as demandas e prioridades", salienta. 

Como fazer

Para contribuir, basta realizar um depósito identificado para o Funcri, enviando em seguida o comprovante de pagamento para o Conselho, no endereço de e-mail: [email protected]

"Nesta fase o contribuinte consegue identificar se o valor depositado é para o Funcri ou para uma das 15 entidades cadastradas que tiveram projetos aprovados pelo CMDCA", completa Viviane. "Qualquer pessoa pode doar, sejam bens materiais, imóveis ou dinheiro. As doações não estão sujeitas a limite, e dependem exclusivamente da vontade dos contribuintes".

"O Funcri representa um captador de recursos financeiros destinados ao atendimento de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, por meio de entidades governamentais e não governamentais. Os repasses feitos a Indaiatuba e transferidos para as entidades são bem utilizados, já que todas as entidades são sérias e prestam um serviço de excelência. Em 2016, 45 projetos apresentados foram aprovados e irão beneficiar diversas crianças e adolescentes e suas famílias em 2017", conclui Viviane.

O trabalho desenvolvido pelas entidades de Indaiatuba é fiscalizado pela Secretaria da Família e Bem Estar Social (Semfabes), pelo Conselho Municipal da Assistência Social (CMAS) e pelo próprio CMDCA. As contas são auditadas pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.

Este ano, dez empresas receberam o Certificado Amigo da Criança-Doadores, e o total doado será divulgado em janeiro de 2017.


Fonte:


Notícias relevantes: