Indaiatuba

Trabalho de Conclusão de Curso teve como tema culinária da África do Sul

Assim como os demais alunos, Guilherme e Odalicio ficaram nervosos e ansiosos para o grande dia. "Fiquei muito preocupado, o coração disparava porque tinham professores e pessoas especiais na bancada fazendo esta avaliação", revela Odalicio.

"A preocupação e nervosismo com o trabalho não tem como controlar, mas antes da apresentação tem todo um tema trabalhado, as receitas foram feitas e testadas antes para que pudéssemos apresentar alguma coisa legal para a mesa dos jurados", lembrou Guilherme antes de apresentar seu trabalho.

No dia 3 de dezembro, foi comemorado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. O interprete contou que durante o curso, a deficiência dos alunos não é tratada como desculpa para dar moleza a eles. "Não é porque ele tem a deficiência que ficam fica de lado, aqui eles também apresentam o trabalho, não tem moleza", enfatiza. "No TCC, o Guilherme e Odalicio ficaram responsáveis pelo prato de entrada. A ideia da salada foi deles", afirma.

África do Sul

Eliézer explica que os temas trabalhados nos TCC foram escolhidos pelo professor coordenador do curso de Gastronomia, Caio Henrique Nunes, que fez o sorteio do país e da fruta. "Nós caímos com África do Sul e fruta uva, e tínhamos que criar um restaurante para apresentar os pratos. Criamos um restaurante de prato típico, onde pudemos trazer um pouco da África dentro do Brasil, mas não no conceito de abrir um restaurante dentro do país, e sim passar aos jurados como se eles estivessem dentro da Cidade do Cabo, em um restaurante típico da África".

Nunes revela que a ideia era que tivessem os cinco continentes nas apresentações dos alunos. "Como eles têm bastante aulas de cozinha internacional, criamos esses temas, e precisávamos de ingredientes que não fossem ligados tanto com esses países, mas acabou acontecendo da África do Sul e uva, que têm uma ligação muito forte, ficarem juntos. Este trabalho é sempre desenvolvido no formato de arquivo cientifico. A ideia é que eles façam uma pesquisa sobre o insumo, sobre o país, e juntem tudo isso em um empreendimento e a apresentação do TCC foi a parte prática deste estudo", explica. "O trabalho foi muito produtivo, muito rico, aprenderam muita coisa neste semestre e os dois anos deles estão muito bem amarrados na apresentação desse trabalho", afirma Nunes.

Falando sobre os alunos com deficiência auditiva, Nunes garante que a ideia não é facilitar as coisas para o aluno com deficiência. "A ideia é que façamos uma integração deste aluno na sociedade, no mundo profissional. Para isso, preciso que ele fique tão bem capacitado como os outros alunos", enfatiza.


Fonte:


Notícias relevantes: