Indaiatuba

Há 27 anos, H Peres preza pela qualidade no ramo de seguros

CORRETORA DE SEGUROS

Atuando na cidade há 27 anos, a H Peres Administradora e Corretora de Seguros conta com serviços e atendimentos de qualidade.

A corretora foi fundada no dia 31 de outubro de 1989, em Indaiatuba. O CEO da corretora, Hely Peres, conta que tudo começou com o seu pai, Herotides Peres.

"Meu pai quem teve a ideia de montar a empresa; na época, em Indaiatuba, não existia nenhuma corretora, apenas corretores trabalhando em pequena escala, mas trabalhavam em bancos", lembra. "Comecei aos poucos, fazia até vistoria dos veículos e, hoje, lidero a equipe, e, para isso, estudei muito, fiz MBA em Estratégia de Negócios, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV)", a próxima será o módulo internacional.

Com planejamento, a empresa foi expandindo. "Fomos crescendo devagar, com o pé no chão e já estamos há 27 anos, sempre no mesmo endereço, e a expectativa é que continuemos assim, evoluindo com valores, dando respeito e atendimento de qualidade ao cliente", afirma Hely. "Nós temos clientes que estão conosco nesses 27 anos; hoje, o filho desses clientes também são nossos clientes. Conseguimos, desta maneira, perpetuar nossa empresa", completa.

O início

O seguro de automóveis foi o pontapé inicial da empresa, mas, hoje, além do seguro de automóvel e do residencial, o empresarial dispara no volume de vendas. A H Peres foi pioneira no seguro fiança, sendo a líder do segmento na cidade, e tem exclusividades em alguns produtos. "O seguro que mais trabalhamos é o de automóvel, pois fomos ganhando corpo neste ramo e somos especialistas no varejo, esse é o nosso maior volume de negócios", revela o CEO. Na região, somos um dos pioneiros e na cidade o 'número 1' no ramo imobiliário, desenvolvemos um seguro específico para elas", garante.

O seguro fiança começou a ser ofertado devido à grande demanda que tivemos há sete anos, quando grandes empresas vieram para Indaiatuba e muitas pessoas não tinham condições de ter fiador. "A pessoa vinha do Rio Grande do Sul, por exemplo, com a empresa que se instalava na cidade, não conhecia ninguém e não tinha um fiador. Então iniciamos com este produto fiança locatícia, que veio para substituir o fiador e, com este volume de pessoas e empresas migrando para a cidade, entramos neste ramo", complementa Peres, reforçando que a empresa detém um know-how que ninguém tem em Indaiatuba.


Fonte:


Notícias relevantes: