Indaiatuba

Juiz de Indaiatuba ganha prêmio Innovare

Carl Olav Smith ganhou em 2016 o prêmio Innovare, o "Oscar" do judiciário. Ele concorreu na categoria Tribunais com o projeto Triagem Parametrizada com Automação de Minutas.

"Na prática, o projeto se constitui no desenvolvimento de um sistema no qual um setor (a Secretaria Judiciária) cadastra os dados iniciais relativos à admissibilidade de um recurso, e outro setor (Núcleo de Recursos Repetitivos) confirma ou não os dados lançados anteriormente. A redação se torna mais precisa, célere e segura, e a minuta de decisão é produzida automaticamente, a partir das informações lançadas pelas duas assessorias", explica Smith.

Sobre a conquista do prêmio, o magistrado fala que foi motivo de grande alegria. "Esse é o prêmio de maior prestígio no Brasil, para aqueles que buscam inovação no sistema de Justiça. Ele coroa um grande trabalho de uma equipe extremamente dedicada e capaz que tive o prazer de coordenar", assevera.

Juiz de Direito, Smith ocupa hoje o cargo de assessor da Presidência do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e é secretário-geral do Conselho Federal de Magistratura. Ele é filho de Donária Sannazzaro Smith, conselheira da Fundação Pró-Memória, e do engenheiro Olav Smith.

Crise

O juiz de Direito comenta que, sob a ótica gerencial, a crise no judiciário nacional está diretamente ligada ao aumento desenfreado da demanda processual nos últimos anos. "São mais de 100 milhões de ações em trâmite, para um número limitado de juízes. Iniciativas surgem com frequência nos tribunais e agora temos um novo Código de Processo Civil voltado essencialmente para a resolução das questões de massa", resume.

Smith antecipa que haverá uma normalização do sistema com a consolidação das práticas previstas no novo Código. "A conscientização por parte dos atores do sistema também irá levar à normalidade", reforça.

Apesar da baixa confiança da população na política, o juiz afirma acreditar emsoluções. "Creio que nossas instituições têm funcionado, mesmo neste período crítico. O fortalecimento entre o Judiciário e o Ministério Público, a meu ver, é essencial para atingirmos este objetivo de forma mais célere", conclui Smith.

O juiz de Direito Carl Olav Smith comenta que, sob a ótica gerencial, a crise no judiciário nacional está diretamente ligada ao aumento desenfreado da demanda processual nos últimos anos. "São mais de 100 milhões de ações em trâmite, para um número limitado de juízes. Iniciativas surgem com frequência nos tribunais e agora temos um novo Código de Processo Civil voltado essencialmente para a resolução das questões de massa", resume.

Smith antecipa que haverá uma normalização do sistema com a consolidação das práticas previstas no novo Código. "A conscientização por parte dos atores do sistema também irá levar à normalidade", reforça.

Apesar da baixa confiança da população na política, o juiz afirma acreditar em soluções. "Creio que nossas instituições têm funcionado, mesmo neste período crítico. O fortalecimento entre o Judiciário e o Ministério Público, a meu ver, é essencial para atingirmos este objetivo de forma mais célere", conclui Smith.


Fonte:


Notícias relevantes: