Indaiatuba

Vereador revela preocupação com 2017

Apontado como provável presidente da Câmara, Hélio prefere não adiantar nada, mas se diz preparado. "Não quero comentar nada sobre a questão da Presidência. Sou como São Tomé, só acredito vendo", brinca. "Mas estou preparado, com certeza. Fui vice no primeiro mandato e segundo secretário no segundo". Questionado se assumir o cargo não atrapalharia o trabalho desenvolvido atualmente, foi enfático. "Vamos precisar ajustar, abrir muito mais o leque, mas vamos melhorar muito mais o nosso trabalho".

Sobre a nova composição da Câmara, repleta de caras novas, Hélio afirma esperar que todos tenham o mesmo objetivo. "Vamos prezar pelo bom relacionamento. No início, vamos ter algumas questões, mas vamos nos ajustando, porque todos chegam com o mesmo objetivo: o bem-estar da cidade. Temos que trabalhar pensando nisso, mas as divergências vão acontecer, é algo natural", analisa.

A renovação, segundo ele, é bem-vinda. "Três cadeiras automaticamente seriam renovadas, mas percebemos uma mudança na política, principalmente nos vereadores da oposição", afirma. "Alguns vereadores não acompanharam esta mudança e esta é minha principal preocupação para as próximas eleições: estar mais perto da população".

Hélio lamenta apenas a generalização que tomou conta da política brasileira. "Espero que mude mais ainda, para melhor, porque as pessoas andam generalizando, com base no que veem em Brasília", conta. "O próximo ano será de recessão e essa é a nossa maior preocupação. Vai ser difícil de trabalhar, mas por outro lado, Indaiatuba tem um planejamento, muito bem feito nos últimos oito anos e que, espero, continue pelos próximos quatro".


Fonte:


Notícias relevantes: