Indaiatuba

Mais de 4 milhões de brasileiros já tiveram câncer de pele

No mês de dezembro, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) promoveu a campanha Dezembro Laranja, com o intuito de alertar a população para os cuidados básicos na luta contra o câncer de pele. Segundo pesquisa da SBD junto com o DataFolha, divulgada neste ano, mais de quatro milhões de brasileiros já tiveram a doença.

A pesquisa traz dados alarmantes e aponta que 106 milhões de brasileiros se expõem ao sol de forma intencional nas atividades de lazer, isso corresponde a 70% da população acima de 16 anos. Também mostra que 63% dos brasileiros não usam protetor solar no seu dia a dia, ou seja, mais de 95 milhões não se protegem de forma regular.

Segundo a pesquisa, seis milhões de brasileiros adultos (mais de 4% da população) não se protegem de forma alguma quando estão na praia, piscina, cachoeira, banho de rio ou lago. Dos entrevistados que têm filhos até 15 anos, 20% dessas crianças e adolescentes não se protegem de forma alguma nas atividades de lazer. Nas classes D e E, esse percentual sobe para 35%.

Dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) estimam que, em 2016, serão contabilizados cerca de 176 mil novos casos de câncer de pele não melanoma no Brasil. Os principais tipos que ocorrerão no país serão, por ordem de incidência, os de pele não melanoma (para ambos os sexos), o de próstata e o de mama.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) também prevê que, no ano 2030, existirão 27 milhões de casos novos de câncer, 17 milhões de mortes pela doença e 75 milhões de pessoas vivendo com câncer.

Segundo a SBD, entre os erros mais comuns estão: não usar filtro solar diariamente, não reaplicar o filtro solar, achar que em dias nublados ou chuvosos não precisa do filtro, e usar maquiagens que contenham filtro e achar que só isso já é o suficiente.

O presidente da entidade, Gabriel Gontijo, recomenda o uso de protetor solar fator 30 para o dia a dia, e para as pessoas de pela clara, olhos claros, sardento, que tem muitas pintas, que teve ou tem câncer de pele, o fator de proteção deve ser maior. Também é recomendado o uso do chapéu, boné, óculos de sol, e na falta do protetor, usar camisetas. Outra dica é evitar o sol nos horários mais quentes, entre 10h e 16h, e no horário de verão das 11h às 17h.


Fonte:


Notícias relevantes: