Fiec e Hemocentro realizam primeira campanha de doação de sangue do ano

Indaiatuba

Fiec e Hemocentro realizam primeira campanha de doação de sangue do ano

Hoje será realizada a primeira campanha de coleta de sangue de 2017 na cidade, promovida pela equipe do Hemocentro da Unicamp. Como de costume, as doações serão feitas nas dependências da Fundação Indaiatubana de Educação e Cultura (Fiec), das 9h ao meio-dia.

A Fundação já divulgou o calendário de coletas de 2017 (veja no quadro abaixo), que irão ocorrer sempre no último sábado de cada mês. Todavia, este ano não haverá campanha no dia 25 novembro, já que a data celebra o dia do doador de sangue.

Também não haverá mais coletas às terças-feiras, que tinham sido implantadas no ano passado, de modo a aumentar o número de doadores na cidade.

Segundo Roberta Aparecida dos Santos, responsável pela captação de doadores da Unicamp, o retorno das campanhas apenas aos sábados em 2017 foi decidido em virtude das coletas às terças não terem atingido número considerável de doadores. "Levamos em conta ainda que temos uma demanda menor aos sábados e que não existem mais estouros na previsão dos atendimentos", comenta.

No início de 2016, o Hemocentro decidiu reforçar o esquema de doações na Fiec, ampliando os dias de coleta. Além dos sábados, a campanha se estendeu também para as terças, uma vez ao mês. No dia 10 de maio foi realizado um teste, em caráter especial, para avaliar a demanda de doadores.

Para João Neto, o mais importante é que o município seja atendido. "Estamos trabalhando, como sempre, para atender cada vez mais e melhor a nossa população. O próprio Hemocentro concluiu que não havia a necessidade de ampliar os dias de campanha. Assim, as doações de sangue continuam acontecendo sempre no último sábado de cada mês", reforça o superintendente.

Ao longo do ano passado, 2.044 pessoas foram até a Fiec para doar sangue, e foram coletadas 1.617 bolsas.

Pacientes

Além do trabalho em conjunto com o Hemocentro, a Fiec também possui parcerias com a empresa Corpus, a Faculdade Max Planck e a Secretaria de Saúde. "Em maio do ano passado, firmamos parceria com o Rotary Club de Indaiatuba, já que eles possuem um excelente cadastro de tipos sanguíneos especiais, difíceis de se conseguir", destaca João Neto.

Ele lembra ainda que, caso alguém possua familiar internado em um hospital de Campinas, conveniado com o Hemocentro, a pessoa pode ir até a fila na Fiec e solicitar que a doação seja para o seu parente. "Basta chegar aqui e pedir para que as pessoas doem para o familiar que necessita, e ele terá isso garantido", afirma.

As doações que não são destinadas a um paciente específico vão para o banco de sangue do Hemocentro. De acordo com o Rotary Club, a maior dificuldade é conseguir sangue de tipos mais raros em determinados momentos; por isso a iniciativa do cadastro do banco de sangue.

Doadores

O município disponibiliza uma ambulância no local, durante o período das doações, conforme determinação da Unicamp. Para ser um doador de sangue, basta que a pessoa esteja em boas condições de saúde, tenha entre 18 e 69 anos e não possua comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis. Candidatos com 16 ou 17 anos de idade também podem doar, desde que com o consentimento formal e presencial do responsável legal no momento da doação.

Não é necessário estar em jejum; o doador deve apenas evitar alimentos gordurosos (como manteigas, bacon, ovos etc.) e refeições completas, pelo menos, três horas antes. Caso seja fumante, o doador deve evitar o cigarro duas horas antes e depois da doação.

O intervalo mínimo entre uma doação e outra é de 90 dias para a mulher e 60 dias para o homem. No período de um ano, os homens podem doar até quatro vezes, e as mulheres, três.

A Fiec fica na Avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé, 3.405, Jardim Regina. Informações: (19) 3801-8688.


Fonte:


Notícias relevantes: