Indaiatuba

Reunião do Consórcio Piraí debate construção da barragem

O prefeito de Indaiatuba, Nilson Gaspar (PMDB), presidiu na manhã de terça-feira (14) a reunião do Consórcio Intermunicipal do Ribeirão Piraí (Conirp). O encontro foi realizado no Gabinete do Prefeito e contou com as presenças dos prefeitos da Estância Turística de Salto, Geraldo Garcia (PP) e de Itu, Guilherme Gazola (PTB), além do deputado federal Herculano Passos (PSD).

Gaspar abriu a reunião explicando que o objetivo do encontro foi fazer a apresentação do andamento dos trabalhos da construção da barragem do Piraí e discutir as necessidades e os próximos passos do Consórcio no sentido de viabilizar a obra. Integram o Conirp os municípios de Indaiatuba, Salto, Itu e Cabreúva.

O deputado Federal falou aos presentes sobre a aprovação da emenda parlamentar no valor de R$ 40 milhões para a obra da barragem e que aguarda a assinatura do presidente Michel Temer (PMDB) para a liberação dos recursos. "Tenho acompanhado o trabalho do Consórcio e sei da grande necessidade de água na nossa região, por isso estou trabalhando para agilizar a liberação desses recursos", explicou.

O prefeito de Indaiatuba ressaltou que os municípios envolvidos também estão fazendo a parte deles. "Estamos usando nossa experiência em Indaiatuba com a construção da barragem do Mirim. Isso tem agilizado bastante o trabalho do Consórcio e também ajudado a enxugar os custos", argumentou.

Antes da apresentação do projeto da barragem do Piraí, o grupo aprovou as contas do exercício anterior, cancelou o processo de contratação de empresa que faria o estudo de viabilidade de PPP (Parceria Público-Privada) para a construção da barragem. O Saae de Indaiatuba também disponibilizou um contador e um advogado para o trabalho de controle interno do Consórcio.

A apresentação do andamento do trabalho relacionado à construção da barragem foi realizada pela diretora do Departamento de Planejamento do Saae de Indaiatuba,Vanessa Cristina do Carmo Kühl, que é superintendente do Consórcio. Após a explanação foram esclarecidas dúvidas e discutidas as próximas etapas do projeto.

Para a barragem foi feito um convênio com o Governo Federal com verba do PAC (Plano de Aceleração do Crescimento) no valor de R$ 57 milhões, que contempla o projeto executivo, as desapropriações e as obras.

O projeto executivo da barragem já está pronto e parte das desapropriações também já foram feitas. Os prefeitos estão empenhados na conclusão das desapropriações restantes e a próxima etapa do projeto será a obtenção de licenças ambientais.

O superintendente do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgotos) de Indaiatuba, Sandro de Almeida Coral, que é diretor operacional do Conirp, e os vereadores João de Souza Neto, o Januba da Banca (DEM), e Alexandre Peres (SD), que são conselheiros fiscais do Consórcio, também participaram da reunião, que contou ainda com representantes dos serviços de água e esgotos de todas as prefeituras envolvidas e demais conselheiros.

A próxima reunião foi agendada para o dia 14 de março, às 9h, também em Indaiatuba.

Barragem

A barragem do Ribeirão Piraí será construída na divisa dos municípios de Indaiatuba e Salto. Terá 386 metros de comprimento, 15 metros de altura, espelho d'água de 1,3 km² e capacidade para armazenar 9 bilhões de litros de água. A área total a ser desapropriada é de mais de 2,97 km². A obra garantirá a ampliação do volume de captação dos municípios de Indaiatuba, Salto, Itu e Cabreúva.

No mês passado o prefeito de Indaiatuba foi eleito o novo presidente do Consórcio Intermunicipal do Ribeirão do Piraí, tendo como vice-presidente o prefeito da Estância Turística de Salto.


Fonte:


Notícias relevantes: