Indaiatuba

Mais de 2,3 mil eleitores podem ter títulos cancelados

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 2.382 títulos de eleitor podem ser cancelados em Indaiatuba neste ano. O prazo para regularização dos eleitores faltosos começou na quinta-feira e segue até o dia 2 de maio.

Indaiatuba conta, atualmente, com 154.634 eleitores, sendo 8.438 com biometria e 146.196 sem o cadastro da digital. Desses, mais de 2,3 mil faltaram às últimas três eleições, o que é passível de cancelamento do documento eleitoral. O número de títulos cancelados no município em 2015 foi de 1.993 títulos, referentes às eleições de 2014.

Para não ter seu título cancelado, o eleitor deve ir ao Cartório Eleitoral da cidade e recolher a guia no valor de R$ 10,53, que deve ser paga em qualquer agência bancária. Depois, deve retornar ao Cartório para ficar quite com a Justiça Eleitoral.

Cada turno a que não compareceu conta como uma falta para o eleitor. Como em Indaiatuba não há segundo turno nas eleições municipais, valem as faltas do pleito de 2016 e dos dois turnos da eleição presidencial em 2014.

O Cartório Eleitoral de Indaiatuba (211ª Zona Eleitoral) fica na Rua Treze de Maio, 834, no Centro. Informações: (19) 3834-6378.

Roteiro

Os eleitores em situação irregular poderão ter acesso ao roteiro de atendimento que irá auxiliá-los na execução dos procedimentos. A Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do TSE irá ainda colocar à disposição dos TREs os arquivos com a relação dos nomes e inscrições de eleitores que estejam no cadastro de ausências nas três últimas eleições.

Desde o dia 20 de fevereiro, os TREs iniciaram o envio dessas relações às zonas eleitorais. As listas já estão disponíveis para consultas no próprio cartório (Zona 211ª). O TRE alerta ainda que não irá expedir notificações aos eleitores sobre sua situação eleitoral.

O não comparecimento do eleitor ao cartório eleitoral para comprovação do exercício do voto, justificativa de ausência ou pagamento das multas correspondentes, no prazo de 60 dias, contados a partir de 2 de março, implicará o cancelamento automático do título de eleitor, a ser efetivado de 17 a 19 de maio de 2017.

Falecidos

Caso o eleitor já tenha falecido e seu nome conste na relação, a inscrição deverá ser cancelada pelo código de ASE 019 (cancelamento-falecimento). Nesta situação, será aceita certidão de óbito apresentada por familiar ou representante de partido político, ou também, encaminhada pelo Cartório de Registro Civil.


Fonte:


Notícias relevantes: