Indaiatuba

Autuações são aplicadas proporcionalmente a todos

Ainda sobre os detalhes dos acidentes, a Reportagem perguntou aos responsáveis quais grupos de condutores mais incidem no desrespeito às leis de trânsito, ao que o tenente respondeu: "As estatísticas dependem do número de veículos de cada tipo que circulam na rodovia; em números absolutos, os automóveis são os mais autuados, mas devemos levar em consideração que este é o tipo de veículo predominante nas rodovias. Na verdade, há um equilíbrio entre os tipos de veículos quando comparamos proporcionalmente, porém, vale destacar que a fiscalização feita através dos radares portáteis é capaz de aferir com grande qualidade todos os tipos de veículos citados, inclusive as motocicletas", assevera Julio César.

O gerente técnico do ONSV, a seu turno, destaca que existe preconceito em relação aos motociclistas como maiores causadores de acidentes. "A ideia preconcebida de que todo motociclista é inconsequente causa uma animosidade que leva a ainda mais acidentes", opina.

Renato fala ainda sobre a responsabilidade dos pedestres e ciclistas. "O Código Brasileiro de Trânsito estabelece prioridade ao pedestre, porém, cabe a este também o devido cuidado, como atravessar na faixa, não transitar no espaço dos veículos (meio fio e em vias movimentadas) e utilizar as passarelas nas rodovias", ressalta. "Já os ciclistas devem compreender que fazem parte do trânsito e, portanto, têm de obedecer à sinalização; eles não podem desprezar ainda os equipamentos de segurança: capacete, calçados adequados e mãos de direção", pondera.

Por fim, Renato recorda aos motoristas as diversas situações do trânsito. "Eles devem se lembrar que, em algum momento do dia também serão pedestres e não irão querer ser considerados 'inferiores' apenas por estar transitando pelas ruas sem carros", conclui.


Fonte:


Notícias relevantes: