Indaiatuba

Índice de mortes cai 20% na região, mas cresce em Indaiatuba

Entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano houve redução de 20% no número de mortes no trânsito das cidades da região de Campinas. Os dados foram divulgados esta semana pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito - programa do Governo do Estado de São Paulo que tem como o objetivo reduzir pela metade o número de óbitos no trânsito até 2020.

A pesquisa foi realizada por meio da ferramenta Infosiga-SP, um sistema de informações gerenciais de acidentes de trânsito do Estado de São Paulo, e levou em consideração os dois primeiros meses de 2017. No total, ocorreram 85 mortes em janeiro e 68 em fevereiro.

Em Campinas, a queda foi de 14%, caindo de 14 para 12 óbitos entre janeiro e fevereiro; Jundiaí passou de seis para três (50%); Limeira, de quatro para três (25%). Americana, Bragança e Valinhos, juntas tiveram queda de 100% (de um caso para zero), assim como Araras e Santa Bárbara D'Oeste, que passaram de três para nenhum óbito. Indaiatuba passou de cinco acidentes no ano passado para 11 neste ano - mais de 100% de aumento.

No Estado, foi registrada redução de 4% no número de mortes no trânsito nos dois primeiros meses de 2017 (823 ocorrências) em comparação com o mesmo período do ano passado (855 ocorrências).

Meta

Além do Infosiga-SP, o governo paulista conta com um sistema inédito de georreferenciamento, o Infomapa-SP. Desde então, é possível, não só quantificar os óbitos dos 645 municípios paulistas como também mapear os locais dos acidentes que levaram a essas mortes. As duas ferramentas podem ser acessadas pelo site: www.infosiga.sp.gov.br. As atualizações são feitas todo dia 19 do mês, ou dia útil subsequente.

Recentemente, o governo Alckmin (PSDB) assinou uma parceria com 17 municípios estratégicos, a fim de reduzir mortes no trânsito. Até o final de 2017, serão destinados a 52 cidades o total de R$ 100 milhões, provenientes de multas do Detran-SP.

Várias ações voltadas à segurança viária serão estudadas pelos técnicos do Movimento Paulista, juntamente com os servidores municipais. "A maior parte dos acidentes acontecem dentro das cidades ou próximos à área urbana. Nossa meta de redução de mortes é forte. Com isso, estamos diminuindo a terceira causa de mortes no Brasil e em São Paulo, e a primeiríssima entre os jovens", observou o governador.

Além disso, a meta é a criação de um Comitê de Segurança de Trânsito, com representantes dos órgãos e setores com atuações relacionadas ao tema (Polícias Militar e Civil; Setores de Engenharia de Tráfego, Fiscalização e Educação para o Trânsito; Unidades de Saúde e Hospitais; SAMU; Corpo de Bombeiros; Detran.SP; DER e Concessionárias Rodoviárias), com o objetivo de promover análises e levantamentos de causas e soluções para a redução de acidentes e óbitos nos municípios.


Fonte:


Notícias relevantes: