Indaiatuba

Servidores e professores têm salário reajustado em 5,35%

A semana foi decisiva para o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Indaiatuba (SSPMI), Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) e Prefeitura, que se reuniram ao longo da semana para definir detalhes da data-base. Para as duas categorias, o reajuste será de 5,35% nos salários. Os servidores conseguiram ainda 12% no cartão-cesta. No entanto, os sindicatos esperam voltar às negociações ainda este ano.

Após assembleia no começo da noite de segunda-feira, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Indaiatuba anunciou ter aceitado a proposta da Prefeitura, que consiste no aumento de 5,35% nos salários - que corresponde à atualização do Índice nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) dos últimos 12 meses - e de 12% no cartão-cesta, que passa de R$ 192 para R$ 215. Os reajustes ainda precisam passar por aprovação da Câmara Municipal.

A presidente do Sindicato, Jaciara Lages Dutra, conversou com a Tribuna. "Nosso pedido de reajuste era de 12% e a Prefeitura ofereceu 3,94%, mas não aceitamos. Então chegamos aos 5,35%", afirma. "Conseguimos manter os 12% apenas para o cartão-cesta, mas ainda é baixo". Segundo a dirigente, a proposta da Prefeitura de voltar a negociar o valor do cartão-cesta somente em agosto, não foi aceita. "Enviamos ofício pedindo uma nova reunião para maio", destaca. "Contudo, vale destacar que o reajuste do cartão-cesta sempre acompanhou o do salário, então já foi uma conquista".

Reunião

Quando questionada sobre o atual momento da economia brasileira, Jaciara é enfática. "Todos estamos sentindo os mesmos problemas. Diante do quadro colocado, a reposição do IPCA foi interessante. Mas as conversas continuam", afirma a dirigente. Uma nova reunião está marcada para a próxima semana para discutir questões relativas à reestruturação de cargos e salários e também o pagamento de adicional por insalubridade, entre outros.

Quanto às negociações, Jaciara fez elogios ao novo secretário municipal da Administração, Orlando Schneider Vianna, e ao prefeito Nilson Gaspar (PMDB). "Parece que teremos mais facilidade para dialogar. O importante foi que não vieram com imposições, como acontecia antes", destaca.


Fonte:


Notícias relevantes: