Indaiatuba

Campanha já imunizou 650 pessoas da zona rural contra febre amarela

As equipes da Secretaria Municipal Saúde aplicaram 650 doses da vacina contra a febre amarela neste final de semana em Indaiatuba. A campanha fez a cobertura da zona rural da cidade, onde vivem aproximadamente 2 mil pessoas. A medida foi tomada após o município ser classificado pelo Ministério da Saúde (MS) e pela Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo como área ampliada.

A cidade recebeu a indicação para imunização contra a febre amarela devido fazer divisa com os municípios afetados, como Campinas. Cinco equipes com 30 agentes foram enviados pela Vigilância em Saúde para aplicar as doses, em cada residência da zona rural. Na ocasião, os profissionais também aplicaram 336 doses da vacina contra a gripe influenza.

Ao todo, foram distribuídas 650 doses da vacina contra a febre amarela e, segundo a secretária-adjunta da Saúde, Graziela Drigo Garcia, o balanço foi positivo, já que algumas casas estavam fechadas, por conta do feriado de Páscoa.

"Deixamos um comunicado a esses moradores para que tomem a vacina no Programa Saúde da Família (PSF), do Jardim Carlos Aldrovandi. No final de semana atendemos quase mil pessoas, entre a vacinação contra a febre amarela e a influenza. Fomos bem recebidos pela população, porém, o PSF do Aldrovandi já está abastecido com as doses da vacina contra febre amarela para esta população específica", ressalta.

Para tomar a vacina, o morador que não estava em casa no sábado, deve levar ao PSF o comunicado deixado pela equipe de Saúde, um comprovante de endereço, um documento com foto e a carteirinha de vacinação.

Abrangência

A região determinada para essa primeira etapa da vacinação inclui: Recreio Campestre Internacional de Viracopos (Glebas 3, 5, 6 e 9); Chácaras Viracopos; Parque Aristocrático de Viracopos; Jardim Figueira e pequenos sítios da região de Helvétia. A população dessa área demarcada inicialmente é de 2 mil moradores.

As equipes de Saúde seguem com as vacinações durante esta semana até completar toda a área. Haverá ainda uma nova reunião com a GVE 17 (Grupo de Vigilância Epidemiológica) do Estado de São Paulo para alinhar o cronograma de imunização paras as demais áreas rurais de Indaiatuba.

Aedes aegypti

Dados da Secretaria de Saúde também mostram que Indaiatuba possui dois casos notificados e um no aguardo de laudo comprobatório para o zika vírus; dois notificados e um descartado de chikungunya; 42 notificações de dengue, sendo 13 descartadas, uma autóctone e 28 aguardando resultados; por fim, a cidade teve ainda seis casos notificados e um à espera de laudo para a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Os dados são do dia 10 deste mês.


Fonte:


Notícias relevantes: