Indaiatuba

Campinas e região também tiveram um saldo positivo da data em 1,10%

A Páscoa de 2017 teve um resultado positivo em Campinas e região, conforme aponta o estudo da Associação Comercial e Industrial (Acic) do município vizinho. O crescimento foi de 1,10% e, mesmo estando abaixo dos 1,85% previstos pela Associação, a data obteve resultados melhores do que nos anos anteriores.

Em relação ao mesmo período do ano passado, o faturamento teve expansão de 1,10% na cidade de Campinas, com o total de R$ 257 milhões. Já na Região Metropolitana (RMC), aumentou em 1,25%, com R$ 507,9 milhões. O ticket médio também ampliou, passando de R$ 122 para
R$ 124 (1,64% contra os 2,50% na previsão da Acic).

O aumento do ticket médio foi motivado pela queda nos preços dos ovos de Páscoa, promovida no final do período, adequando-os ao valor do ticket. "Outro destaque da melhora do cenário se refere às vendas a prazo, que tiveram crescimento de 13%", aponta Laerte Martins, economista e diretor da Acic.

Em relação às contratações para a data, a Associação também registrou crescimento de 1,08% em relação a 2016. Em Campinas, foram 2.405 admissões, contra 2.390 no ano passado, e na RMC, o total de admitidos foi de 4.752 (contra 4.701 para a Páscoa de 2016). O foco das vendas se manteve nos ovos de chocolate e seus derivados, assim como nas inovações de itens infantis. Os níveis de preços tiveram variação média de 9% comparados a 2016, ficando em 2,55% acima da inflação (crescimento real).

No ano passado, foram consumidas 3,3 mil toneladas de chocolate na RMC (1% menos do que na Páscoa de 2015). Este ano, o consumo ficou em torno de 3,34 mil toneladas na região (1,20%).


Fonte:


Notícias relevantes: