Indaiatuba

Construção civil tem terceira queda seguida

O Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), divulgou esta semana os dados de emprego do setor da construção civil, referentes ao mês de fevereiro de 2017. Os dados são da pesquisa realizada pelo Sindicato, em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), com base em informações do Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE).

Indaiatuba tem nova baixa em vagas no setor da construção civil, com terceira queda consecutiva e o segundo maior índice de queda. Segundo a pesquisa, fevereiro teve queda de 1,80% em relação a janeiro. O percentual corresponde a 106 postos de trabalho a menos na cidade, no mês de referência.

Ainda em comparação com o primeiro mês do ano, apenas duas cidades da região de abrangência do SindusCon-
SP tiveram aumento no número de vagas: Americana e Paulínia. Já as maiores quedas foram registradas em Piracicaba e Indaiatuba.

Na comparação com o mesmo período de 2016, a variação ficou em -7,58%, com queda de 747 vagas. A última variação positiva do índice havia sido em novembro de 2016, quando registrou alta de 0,10%. Hoje, o estoque acumulado de trabalhadores é de 5.782 pessoas com carteira assinada.

"A retomada da economia brasileira depende diretamente da estabilidade política que, desde o início do ano, tem demostrado que vai demorar a acontecer. Nas cidades com reação positiva, os índices foram bem discretos e ainda não contrapõem o desempenho de 2016 - já que todas as cidades de nossa cobertura continuam negativas na comparação", explica Marcio Benvenutti, diretor da regional do SindusCon-SP.


Fonte:


Notícias relevantes: