Indaiatuba

Serviços municipais irão funcionar normalmente nesta sexta

GREVE GERAL

A Prefeitura Municipal de Indaiatuba acaba de divulgar que, nesta sexta-feira, os serviços prestados à população estarão funcionando normalmente. Se ocorrer alguma defasagem, será uma situação pontual. 

As manifestações ocorrem em todo o País e são contra as reformas propostas pelo governo federal. Durante encontro em Campinas, na tarde de hoje, cerca de 30 entidades sindicais decidiram aderir à greve geral amanhã. A paralisação começa à meia noite, e segue até as primeiras horas do sábado.

Com relação ao transporte público, está prevista a adesão de motoristas e cobradores de ônibus à paralisação. "Se parar apenas uma parte será pior, pois a rodovia será fechada e pode haver quebra-quebra", alerta Claudemir Aparecido dos Santos, representante do Sindicato dos Rodoviários. "Nós faremos um movimento pacífico, mas não podemos responder por outras pessoas", emenda.

Também nesta tarde, uma liminar emitida pelo Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, em Campinas, determinando que os sindicatos das empresas de ônibus e dos rodoviários mantenham cem por cento da frota operando, em Campinas e Americana. Segundo a liminar, 80% dos ônibus devem rodar nos horários normais, e 100% nos horários de pico.

Em Indaiatuba, a assessoria da Prefeitura ressalta que irá repassar essas situações antecipadamente, com o objetivo de auxiliar a população, para que todos possam se programar, minimizando as dificuldades. 

Escolas

A Secretaria de Educação informa que parte dos docentes municipais irão aderir à manifestação. No entanto, os alunos do Ensino Fundamental e Educação Infantil não terão aula no dia 28, devido ao Conselho de Classe e Ano, previsto no Calendário Escolar. Para as famílias que possuem crianças nas creches a orientação é entrar em contato com o gestor da instituição para saber se irá abrir ou não.

A Pasta ressalta ainda que pode acontecer de algumas salas terem atendimento e outras não; por isso é importante que a família busque informações na própria unidade escolar e fique atenta aos informes que serão fixados no portão ou mural da escola. Um planejamento está sendo elaborado a fim de minimizar os efeitos da paralisação. 


Fonte:


Notícias relevantes: