Indaiatuba

Maio registrou 215,5 mm de chuva na cidade

Segundo os pluviômetros instalados nas Estações de Tratamento de Água (ETA) I, localizada na Vila Avaí, e ETA III, no Bairro Pimenta, Indaiatuba teve o mês de maio mais chuvoso já registrado pelo Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgotos) desde 1988, quando as medições tiveram início.

As chuvas que ocorreram no mês passado superaram o volume dos últimos anos. Em 2017, a medição fechou com 215,5 mm, sendo que cada milímetro corresponde a um litro de água por metro quadrado. O volume de água é positivo para manutenção dos mananciais, mas pode trazer danos à infraestrutura.

Alguns podem ser facilmente evitados: é o caso dos causados pelas ligações irregulares de água da chuva na rede de esgoto, que contribuem para o entupimento e refluxo do esgoto em vias públicas e estabelecimentos, pelos ralos e vasos sanitários. Além de danificar a rede, interfere nas estações de tratamento de esgotos.

"O volume de chuva vai ajudar no período de forte estiagem, que vai até outubro, mas é necessário conscientizar o usuário sobre as ligações irregulares de água pluvial e descarte de lixo na rede de esgoto. Fazer com que cada um fiscalize sua comunidade, pois problemas como este atingem o Saae e causam transtornos e prejuízos a todo o município", afirma o superintendente da autarquia, engenheiro Sandro Coral.

Os pluviômetros das Estações de Tratamento de Água são registrados no Departamento de Água e Energia Elétrica do Estado de São Paulo (DAEE), e medem o volume de chuva a cada 24 horas.


Fonte:


Notícias relevantes: