Indaiatuba

Coordenação local apresenta NOVO em evento na Câmara

O NOVO foi fundado em 12 de fevereiro de 2011 por 181 cidadãos de 35 profissões diferentes e oriundos de dez estados da Federação que, durante três anos e meio, se dedicou à divulgação dos objetivos e valores e ao cumprimento das exigências legais para o registro do partido. Com nove Diretórios Estaduais formados e 502 mil assinaturas de apoio para a criação do partido validadas, o pedido foi pedido foi feito em julho de 2014 e deferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 15 de setembro de 2015. Surgia assim o NOVO, 33º partido brasileiro em atuação, autorizado a ter filiados, lançar candidatos e adotar o número 30.

Em Indaiatuba, o lançamento do partido reuniu mais de 60 pessoas e aconteceu na noite da última quinta, dia 22, no Plenário da Câmara Municipal, com coordenação local da advogada Taryn Llaves Andrade, a presença do coordenador estadual Gustavo Ramos e palestras com Alexis Fonteyne e Vinícius Poit. "Sou formada em Direito e conheci o coordenador do partido em Salto, que estudou comigo", conta Taryn. "Ele me chamou e comentou sobre o NOVO. Nunca fui filiada a partido algum, até tinha vontade, mas não me identificava com nenhum partido".

A coordenadora foi atraída para as propostas do partido. "Conhecendo esse meu amigo, sabia que seria algo bom. Comecei então a frequentar reuniões do partido em Campinas e percebi que o objetivo central é trazer valores a esta velha forma de fazer política que temos hoje", destaca. Em seu Estatuto, o NOVO destaca que o fim ao "carreirismo político" e é vetado ao filiado eleito para cargo no Poder Legislativo que se candidate a mais de uma reeleição consecutiva para o mesmo cargo.

A sigla estimula uma gestão partidária, que não pode ser feita por candidato ou por ocupante de cargo eletivo; e não cobra percentual do salário do mandatário e a contribuição partidária mínima é igual para filiados e candidatos eleitos. Seus candidatos são escolhidos em convenção, de modo independente da candidatura ao cargo principal, e são vinculados à definição prévia do Compromisso de Gestão e do Compromisso de Atuação Legislativa, prevendo metas a serem cumpridas.

Em seu site oficial, o partido destaca que "o NOVO é um movimento que foi iniciado por cidadãos insatisfeitos com o montante de impostos pagos e a qualidade dos serviços públicos recebidos. Este grupo de pessoas nunca havia se candidatado a nenhum cargo eletivo, mas concluiu que um partido político seria a ferramenta democrática adequada para realizar as mudanças desejadas e necessárias" e que "analisando os partidos políticos existentes, concluímos que nenhum deles defendia claramente a maior autonomia e liberdade do indivíduo, a redução das áreas de atuação do Estado, a diminuição da carga tributária e a melhoria na qualidade dos serviços essenciais, como saúde, segurança e educação. Em razão desta constatação, optamos pela formação de um novo partido político".


Fonte:


Notícias relevantes: