Indaiatuba

Guarda Civil de Indaiatuba firma parceria com cidade de Elias Fausto

A Guarda Civil de Indaiatuba firmou uma parceria com o município de Elias Fausto para melhorar o patrulhamento de ambas as cidades. A reunião entre as cidades aconteceu no dia 10, com o secretário de Segurança Pública de Indaiatuba, Alexandre Guedes; junto com o secretário Adjunto, Sandro Lima; a diretora da Guarda Civil de Indaiatuba, Marilsa Souza; o prefeito da cidade de Elias Fausto, Mauricio Baroni; e o secretário de Segurança de Elias Fausto, Marcelo Masaharu Ozawa.

Segundo a Secretaria de Segurança de Indaiatuba, o convênio entre as cidades visa a colaboração entre as guardas, principalmente no patrulhamento das divisas municipais. A Pasta também acrescentou à reportagem que esses convênios serão firmados não apenas com Elias Fausto, mas outras cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC) e da região, com o objetivo de otimizar o patrulhamento nas divisas dos municípios em áreas comuns. "Aliás, essa é uma proposta já discutida e aprovada na Câmara Temática de Segurança Pública, com validade para todas as cidades da RMC. Esse convênio vai possibilitar operações em conjunto e a entrada nessas áreas de divisas tanto de um como de outro município", explicou o secretário de Segurança Pública de Indaiatuba, Alexandre Guedes.

 Guedes garante que a parceria com Elias Fausto não irá afetar o patrulhamento na cidade. "Muito pelo contrário, esta parceria vai otimizar o patrulhamento nas regiões de divisas e a troca de informações entre as cidades conveniadas".

Doação

Além do convênio, durante a reunião foi feita a doação de alguns revólveres, que eram utilizados por Indaiatuba, à Guarda de Elias Fausto. "Com a última compra de pistolas para os guardas de Indaiatuba, tiramos quase todos os revolveres da rua, porém não podemos comprar mais armas se não fizermos algo com as antigas. O Exército permite um número de armas para a corporação, então uma solução é a doação dos nossos revolveres a Elias Fausto. Assim ajudamos uma das cidades que fazem divisa com a nossa e conseguimos liberação para a compra de novas pistolas no futuro", comenta Guedes.

Efetivo

Atualmente, Indaiatuba tem 267 guardas civis. No entanto, a cidade tem cada vez menos efetivo de policiais militares (PM) e mais guardas devem se aposentar neste ano. A reportagem questionou o secretário Guedes com os desfalques após a aposentadoria será feito um novo concurso para a Guarda Civil e se é preocupante o fato de a cidade ter um efetivo menor de PMs. "Com relação ao concurso, isso está em estudo. Sobre a aposentadoria, este ano temos 15 guardas que possuem o direito, mas depende deles darem a entrada no processo. Sabemos que na semana que vem um profissional se aposenta", informou.

 "Com certeza, o fato da PM estar com um efetivo cada vez menor na cidade me preocupa. Importante destacar que quando foi criado o Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia), as forças táticas foram retiradas de vários municípios e centralizadas. Junto ao deputado estadual Rogério Nogueira cobramos, na época, a manutenção dessas equipes na cidade e agora continuamos a cobrar o Estado para o retorno dessas forças e de mais estrutura e homens para as polícias. Aliás, assim como a Guarda Civil amplia seu efetivo de maneira planejada, acompanhando o crescimento do município, é importante que a PM e a Polícia Civil também acompanhem esse desenvolvimento e ampliem seus efetivos. Essa tem sido uma cobrança constante nossa, do prefeito Nilson Gaspar e do deputado Rogério Nogueira. Também estamos cobrando para a criação de uma segunda Companhia da PM em nossa cidade para melhorar ainda mais a nossa segurança, que se tornou uma referência", afirmou Guedes.


Fonte:


Notícias relevantes: