Indaiatuba

Aprai investiga caso de maus tratos praticados a seis cães no Jardim Alice

Mais um caso de maus tratos aos animais foi registrado neste final de semana pela Associação Protetora dos Animais de Indaiatuba (Aprai). Desta vez, a denúncia partiu do Jardim Alice, onde seis cães foram encontrados sem água e comida, muito magros e com sarna pelo corpo.

"De acordo com os vizinhos, a casa fica à Rua Luiz Carlos Sigrist, e raramente o morador é visto por lá", conta Nazareth Silva, presidente da Aprai. "Recebemos a denúncia só no final de semana, mas conseguimos ir até o local ontem", emenda.

Uma das vizinhas, Izilda Godoi, mora no bairro há mais de 15 anos e disse que ficou desesperada ao ver a situação dos bichinhos. "A casa fica em uma parte da rua próxima à divisa com o Jardim Tancredo Neves. Na semana passada, vi uma cadelinha da raça shitsu chorando no portão. Fui até lá e percebi que ela estava magrinha e cheia de sarna. Dentro do quintal havia outro cachorro", narra.

A vizinha ligou para a Aprai e também para a Guarda Civil. "Uma viatura passou por aqui e ficou cerca de 40 minutos, mas nada foi feito. Ficamos muito preocupados e eu cheguei a passar mal por conta dessa situação", lembra Izilda.

Após saber dos maus tratos, Katia Cilene Rodrigues publicou a denúncia na página Cachorro Perdido de Indaiatuba, no Facebook, e rapidamente o caso teve repercussão. "No sábado eu fui com mais duas pessoas até a residência e o que vimos lá foi uma situação deplorável. Eram seis animais, todos com sarna; inclusive, uma era da raça poodle, pequenininha, toda vermelha de sarna, que gritava muito. O chão do quintal estava cheio de fezes, ficamos horrorizadas", conta.

Junto à denúncia, Katia postou fotos e vídeos que comprovavam a situação dos cães na residência. "O pessoal da Guarda disse que só a Aprai estava autorizada a retirar os animais da casa. Pessoas até ofereceram lar temporário (LT) e cuidados para com eles", acrescenta.

Investigação

Após a divulgação dos maus tratos, Izilda diz que os animais desapareceram do local. "Fiquei sabendo que o imóvel havia sido alugado há uns 20 dias, mas nunca vemos os moradores por lá. Como eu fico sempre de olho, as pessoas deixaram ração para que eu levasse para os cachorros; porém, no sábado à noite vi o morador lavando a calçada e no domingo, nem ele nem os bichos estavam mais lá", ressalta a vizinha.

Na tarde de ontem, a Aprai foi ao bairro e também não localizou ninguém. "O Leandro esteve lá e conversou com a dona Izilda; ela falou para ele que conhece os proprietários do imóvel e que iria questiona-los sobre a atitude do inquilino para com os animais", comenta Nazareth. "Uma notificação foi deixada no imóvel; agora, vamos procurar os donos da casa para tentarmos descobrir quem é o inquilino e para onde ele levou os cachorros", emenda.

"Desconfio que ele seja criador clandestino", opina Izilda. "Espero que a Aprai possa encontrar logo os bichinhos, e que este sujeito seja devidamente punido por fazer uma maldade dessas", finaliza Izilda.


Fonte:


Notícias relevantes: