Indaiatuba

Prioridades versus realidade

O Grupo VB assumiu o transporte público de Indaiatuba no dia 1º de outubro de 2016. À ocasião, o diretor-presidente, Belarmino Marta, destacou que a prioridade era a substituição de nove veículos ano 2007. Ele também mencionou o investimento de R$ 7 milhões para a aquisição dos 20 ônibus zero, prometidos para maio.

Há 15 dias, a Tribuna divulgou o adiamento da entrega dos novos veículos, na fala de Paulo Bardal, diretor de comunicação da empresa. Ele confirmou a entrega de sete veículos no dia 1º de agosto, mais sete no dia 2, e outros seis no dia 3 de agosto.

Na época em que o Grupo VB assumiu o transporte, o então prefeito em exercício, Antônio Carlos Pinheiro, disse que estava aberto o prazo de 120 dias para o estudo e acomodação de novas linhas, além de outras providências urgentes. Ele salientou que tais medidas visavam sanar problemas que já deveriam ter sido solucionados. "Faremos outras alterações para que a estrutura de transporte acompanhe o progresso da cidade. O transporte coletivo público de qualidade é um direito da população", argumentou.

A reportagem procurou a empresa para falar sobre a decisão do prefeito; contudo, a assessoria do Grupo VB apenas respondeu que a direção do Grupo VB não irá se pronunciar até que receba a notificação formal por parte do poder público, o que deve ocorrer nos próximos dias, segundo o próprio Gaspar.


Fonte:


Notícias relevantes: