Indaiatuba

Bancos temem por expectativa de calote do aeroporto de Viracopos

Aeroporto

O Aeroporto Internacional de Viracopos está causando dor de cabeça aos bancos. Isso porque existe, por parte das instituições financeiras, uma expectativa de que o aeroporto lhes dê um calote de R$ 2,5 bilhões.

O motivo do receio é o anúncio, feito há poucas semanas, da nova licitação que deverá ser feita para escolher a futura administradora de Viracopos, que se encontra com as finanças no vermelho. Mesmo sendo eleito pela quinta vez como o melhor terminal aéreo do País na pesquisa de satisfação de passageiros, realizada pela Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC/PR), Viracopos acumulou uma dívida de R$ 71 milhões só no primeiro trimestre, e a empresa está ainda com débito de R$ 2,6 bilhões junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES).

De acordo com a assessoria de comunicação do Aeroportos Brasil Viracopos (ABV), a gestão do aeroporto só passará para os novos acionistas depois que os seus sócios forem indenizados dos investimentos efetuados e que um novo contrato for assinado, caso haja interessados. Este processo pode levar até dois anos, e durante este período, a gestão de Viracopos continua com a ABV, que irá operar o aeroporto normalmente.

Sobre os dividendos, a assessoria disse que os pagamentos da dívida serão tratados no bojo da indenização (como desconto) a que a concessionária terá direito. Todavia, como a lei 13.448 ainda não foi regulamentada, será preciso aguardar pela definição dos critérios de cálculo dos débitos, que somam a indenização e os respectivos descontos.

Além disso, a lei estabelece diretrizes gerais para a prorrogação e relicitação dos contratos de parceria, definidos nos termos da lei nº 13.334, de 13 de setembro de 2016, nos setores rodoviário, ferroviário e aeroportuário da administração pública federal, e altera as leis 10.233, de 5 de junho de 2001; e 8.987, de 13 de fevereiro de 1995.

A assessoria da ABV lembra ainda que, até o momento todos os pagamentos aos bancos estão dia. Questionada pela Tribuna se há obras pendentes, a empresa disse que todos os projetos previstos para este primeiro ciclo já foram concluídos, e que o novo terminal está concluído 100%. 

Fluxo em alta

Este ano, Viracopos registrou um aumento no número de passageiros pelo quarto mês consecutivo, o que consolida a retomada da alta na movimentação do novo terminal. No mês de junho, houve crescimento de 4,02% em comparação com o mesmo mês do ano passado. Se confrontar o acumulado nos primeiros seis meses do ano, a alta foi de 3,61%, com um total de 4,7 milhões de pessoas que passaram por Viracopos, contra os 4,5 milhões no mesmo período de 2016.

"Essa tendência de crescimento da movimentação de passageiros começa a se consolidar, de acordo com os dados positivos dos primeiros seis meses do ano. Com isso, a expectativa é que Viracopos feche o ano de 2017 com dados bem mais positivos, em relação a 2016", disse o diretor de Operações de Viracopos, Marcelo Mota. "A alta também se verifica em relação aos passageiros que utilizam o aeroporto para voos internacionais, tanto para a Europa quanto para os Estados Unidos", completou o diretor.

Apesar de ter sido projetado para receber 25 milhões de passageiros por ano, a crise econômica fez com que, em 2016, o terminal tivesse a circulação de 9,3 milhões de pessoas.


Fonte:


Notícias relevantes: