Indaiatuba

Casos de HIV/Aids crescem 59,38% no primeiro semestre em Indaiatuba

SAÚDE

Algumas cidades do Estado estão reclamando da falta de medicamentos para atender portadores do vírus HIV/Aids. A Tribuna questionou a Secretaria de Saúde sobre a real situação do SAE (Serviço de Atendimento Especializado), unidade ambulatorial voltada à atenção integral às pessoas com HIV/Aids, Hepatites Virais, Tuberculose e Hanseníase da cidade. Segundo informado, não faltam medicamentos, mas o número de casos registrados vem aumentando.

De acordo com a Secretaria de Relações Institucionais e Comunicação, até o momento o município não registrou problemas por falta de medicamentos antirretrovirais utilizados para tratamento dos pacientes, e destaca que tem recebido a grade solicitada para o acompanhamento dos pacientes cadastrados de forma regular.

Questionada sobre novos casos de HIV/Aids na cidade, a assessoria informou que no ano passado, no período de janeiro a julho foram registrados 19 casos no município. Este ano, comparando com o mesmo período, foram registrados 32 casos, 13 a mais que em 2016, ou seja, um aumento de 59,38%. Segundo a prefeitura, esse aumento se deve principalmente a implementação das ações de prevenção desenvolvidas e maior oferta da testagem para o HIV.

Sobre a distribuição de kits para a realização da sorologia para HIV, a média mensal de distribuição no Laboratório Municipal é de dois mil kits, além disso, o SAE distribui uma média mensal de 26 mil comprimidos de medicamentos antirretrovirais.

O Ministério da Saúde informou, por meio de nota à imprensa, que não há desabastecimento do medicamento 3 em 1 (tenofovir, lamivudina e efavirenz) para o tratamento de HIV/Aids no Brasil. O Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis), do HVI/Aids e Hepatites Virais esclarece que, se há relatos pontuais sobre este suposto desabastecimento, eles se devem unicamente a problemas de logística locais.

Os atendimentos dos pacientes em Indaiatuba são realizados no SAE, que está localizado em prédio anexo ao Hospital Dia, de segunda a sexta, das 7h às 17h. A unidade conta com uma equipe multidisciplinar composta por médicos infectologista, dermatologista, hepatologista, pneumologista, equipe de enfermagem, farmacêutico, assistente social e psicóloga para atendimento dos pacientes. O endereço é Avenida Visconde de Indaiatuba, 199, na Vila Vitoria I.


Fonte:


Notícias relevantes: