Indaiatuba

As competências da

"Que tipo de profissional será

disputado na próxima década?"

Como não poderia deixar de ser, quero começar este artigo de número 331 agradecendo a todos aqueles que dedicaram parte do seu tempo nesta última semana para responder a pergunta que fiz no último texto. Fiquei muito tocado com alguns e-mails e depoimentos que recebi. Precisamente recebi 73 respostas, todas com a opinião de que ainda não é hora de passar o bastão. Obrigado e, se devo continuar, que sigamos em frente!

Como "recomeço", quero iniciar uma nova série tendo como pano de fundo as competências da próxima década. Já citei aqui uma pesquisa recente publicada pelo Fórum Econômico Mundial, chamada "The Future of Jobs" (O futuro do trabalho). Nela, presidentes e líderes de empresas dos cinco continentes do nosso planeta deram a sua opinião sobre quais serão as 10 competências que mais serão demandadas e, portanto, valorizadas, na próxima década. E quero aqui, nos próximos 11 artigos (incluindo este), explorar uma a uma compartilhando a minha visão sobre elas.

A lista completa é:

1 - Solução de problemas complexos

2 - Pensamento crítico

3 - Criatividade

4 - Gestão de pessoas

5 - Empatia

6 - Inteligência emocional

7 - Tomada de decisão

8 - Orientação para serviços

9 - Negociação

10 - Flexibilidade cognitiva

Tenho batido muito nessa tecla e por várias vezes tenho causado incômodo em quem me ouve tratar desse tema. Para mim, o resultado dessa pesquisa é "um tapa na cara" de todos nós, Educadores e gestores de equipes. Passe o olho novamente na lista e você não demorará a concluir duas coisas muito claras:

1 - O mundo está pedindo profissionais inovadores. As três primeiras são competências ligadas a inovação;

2 - O mundo está precisando mais de competências comportamentais do que de competências técnicas. Das dez competências, só há uma técnica, a décima, e mesmo assim se chama "flexibilidade" cognitiva.

Todas as últimas pesquisas sobre competências apontam para o mesmo caminho. A maior empresa de recrutamento e seleção do Brasil entrevistou mais de 300 diretores de RH no ano passado e a conclusão foi catastrófica - 80% das pessoas são contratadas por competências técnicas e demitidas por competências comportamentais. Pois bem, mais claro do que isso, só água mineral.

Então, vamos lá! Nas próximas 10 semanas vou explorar cada uma das competências mais solicitadas da atualidade e deixar a minha visão da sua importância e, principalmente, de como desenvolvê-las. Até o próximo!


Fonte:


Notícias relevantes: