Indaiatuba

Município avalia nível de infestação do Aedes aegypti

VIGILÂNCIA

A equipe do Programa Municipal de Controle da Dengue iniciou nesta semana a Avaliação de Densidade Larvária (ADL), que consiste na identificação dos níveis de infestação do Aedes aegypti em todo o município.

Os 35 agentes de controle da dengue da cidade pretendem vistoriar cerca de três mil imóveis, e a atividade deverá ser concluída até o final da próxima semana. Os resultados serão apurados já na semana seguinte ao término da pesquisa e serão utilizados como base para as próximas estratégias de controle deste vetor de graves doenças, como dengue, zica vírus e chikungunya, que podem levar à morte ou trazer graves consequências.

Segundo o coordenador do Programa, Ulisses Bernardinetti, nos últimos dois anos os trabalhos foram intensificados nas regiões dos bairros Cidade Nova I e II, Centro, Jardim Aquarius e Vila Maria Helena, onde a ADL indicou maior infestação do inseto. Na última avaliação, em outubro do ano passado, foram encontradas larvas do mosquito nos bairros Jardim São Luiz, Jardim Itamaracá e Cidade Nova.

“Encontramos poucas larvas e tivemos um bom resultado na avaliação. Nossa expectativa é melhorar ainda mais o resultado obtido da última vez, mas, para isso, é essencial que a população esteja consciente que estamos no período de proliferação do Aedes, com muitas chuvas e calor, e a vigilância deve ser constante”, Ulisses.

Ele também alerta que, na maioria das vezes, as larvas são encontradas em objetos e recipientes usados pela população com alguma finalidade, como lonas e pratos de apoio para plantas, por exemplo. Indaiatuba registrou no ano passado 83 casos autóctones de dengue, além de nove importados.


Fonte:


Notícias relevantes: