Indaiatuba

Números de moções também é alvo de críticas

Acompanhamento

"Colocamos em dúvida se a grande quantidade de moções apresentadas em cada sessão realmente atrai o público, como afirma o vereador Hélio Alves Ribeiro (presidente da Câmara). Achamos que, se por um lado elas agradam os que estão sendo homenageados, por outro lado prolongam desnecessariamente a sessão, principalmente quando vários vereadores resolvem falar sobre a mesma moção", apontam as voluntárias.

"Em nossa opinião, é preciso critério para se fazer uma moção, ela precisa ter consistência, não pode ser usada para dar os parabéns para este ou aquele profissional. Se eles querem dar os parabéns para alguém, que escrevam uma carta", ressalta o MCV Indaiatuba. "Agora, se for para parabenizar toda uma corporação policial por uma ação bem sucedida na cidade, daí claro que vale a pena fazer uma moção. Mas nós, como espectadoras, já ficamos mais de uma vez constrangidas de ver aqueles policiais tão disciplinados esperando para serem homenageados no meio daquela barulheira infernal. Ou mesmo a família de um homenageado".

As voluntárias elogiam as melhoras na parte técnica. "Melhorou muito, com a projeção sendo feita no telão, além de toda a sessão ser transmitida através com sinais de Libras. Mas tudo isso, voltamos a dizer, é prejudicado pela confusão criada pelo barulho da plateia e pelo fato de os vereadores estarem constantemente conversando com o presidente e o secretário na mesa ou com seus assessores", completam.


Fonte:


Notícias relevantes: