Indaiatuba

Conselho da RMC define agenda para Plano de Desenvolvimento

A primeira reunião ordinária do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Campinas (RMC) ocorreu na última quarta-feira, dia 24, em Vinhedo. Na ocasião, os prefeitos ou representantes dos municípios discutiram diversas pautas, com destaque para a execução do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI), documento que norteará o desenvolvimento integrado e em caráter metropolitano das 20 cidades da região. O prefeito Nilson Gaspar (PMDB) participou da reunião.

Conforme lembrou Denis Andia, presidente do Conselho de Desenvolvimento da RMC e prefeito de Santa Bárbara d'Oeste, o debate é importante, para que se cumpra o compromisso da redação final de um documento que se transformará em lei antes do prazo limite estabelecido: 31de dezembro de 2021. "Acredito que deva haver um grande compromisso para que este novo prazo seja apenas burocrático. Na prática devemos acelerar o processo para que a nossa região se desenvolva e mantenha o seu papel de protagonismo", analisou.

Andia, que também é membro do Comitê Executivo do PDUI, ressaltou que, embora o prazo de entrega do documento tenha sido estendido em decorrência de alterações no Estatuto da Metrópole, é necessário o engajamento das autoridades municipais e estaduais. Por isso, na próxima semana a Câmara Temática criada para estudos e execução do PDUI se reunirá para estabelecer novas diretrizes e estabelecer um planejamento.

Execução

Na RMC, o PDUI é executado pela Emplasa (Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano), Agemcamp (Agência Metropolitana de Campinas) e Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e estabelecerá diretrizes relacionadas à Urbanização, Meio Ambiente, Segurança, Habitação, Saneamento, Educação, Resíduos Sólidos, entre outros. Durante a reunião, o assunto foi detalhado pelo presidente da Emplasa, Dr. Luiz José Pedretti, pela diretora executiva da Agemcamp, Ester Viana, e pelo subsecretário Estadual de Assuntos Metropolitanos, Edmur Mesquita.

Outro assunto debatido foi o gerenciamento dos resíduos sólidos em toda a região. Na ocasião, o coordenador de resíduos sólidos da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, Luigi Longo, comentou sobre a necessidade da corresponsabilidade do cidadão com relação aos resíduos gerados e também de uma gestão integrada para atração de investimentos e execução de novas ações práticas.


Fonte:


Notícias relevantes: