Indaiatuba

Visita ao Casarão Pau Preto propõe reflexão sobre Reforma Protestante

Conhecer a exposição sobre os 500 anos da Reforma Protestante e seus desdobramentos em Indaiatuba, no museu do Casarão Pau Preto, oportunizou aos alunos do 7º ano e da 1ª série do ensino médio do Colégio Montreal uma vivência cultural ímpar, de acordo com a professora Ana Maria Soares. "Além de observar as fotos, documentos e objetos pertinentes à exposição sobre os 500 anos da Reforma Protestante, os alunos puderam perceber a relevância do movimento, em um mundo em total mudança. Outro aspecto interessante foi que eles puderam fazer perguntas diretamente às curadoras da exposição", conta a professora.

As curadoras Martha Marinho, historiadora que está preparando um livro sobre o luteranismo e presbiterianismo em Indaiatuba, e a professora Denise Stein, cuja família fez parte da organização da Igreja Presbiteriana em Indaiatuba, responderam às dúvidas dos alunos e elogiaram as perguntas que foram feitas.

Segundo o professor Elton Genari, que também participou da visita, os alunos tiveram aulas sobre o contexto histórico do momento da Reforma para que entendessem a efervescência daquele momento e os reflexos em nossa cidade e região com a formação das Igrejas Presbiteriana e Luterana. Eles também descobriram a fidelidade de muitas pessoas em divulgar sua fé,num mundo onde prevalecia a fé Católica. "Foram promovidas reflexões sobre as dificuldades de não se ter liberdade religiosa no século XVII. Os alunos verificaram que ter liberdade de culto é uma conquista importante e recente no mundo, embora não exista de forma plena, em todos os países", comenta o professor.

"As visitas pedagógicas são momentos muito ricos para os nossos alunos. Acreditamos que a curiosidade sobre o tema exposto motiva o aprendizado e a vivência consolida o conhecimento. Dessa forma, nossos alunos têm a oportunidade de interagir com o assunto tratado em sala de aula, tornando o aprendizado ainda mais prazeroso e eficiente", afirma Mauricéia Pereira, coordenadora pedagógica do Colégio Montreal.


Fonte:


Notícias relevantes: