Indaiatuba

Parceria não gera custo ao município

Sem qualquer custo ao município, a parceria entre a Oxitec e a Prefeitura de Indaiatuba prevê a realização da avaliação de campo ao longo de até 36 meses em diferentes áreas. Cada área contará com liberação programada do mosquito OX5034 ao longo de até 18 meses.

A adoção da tecnologia não exclui as medidas convencionais de controle ao vetor já adotadas pela Prefeitura, que continuará seu trabalho de eliminação dos focos de água parada onde o Aedes aegypti se reproduz. A intenção é que a nova linhagem do "Aedes do Bem" seja avaliada como uma estratégia adicional no combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

A secretária da Saúde, Graziela Drigo Bossolan Garcia, ressalta que a população deve continuar fazendo sua parte para evitar a proliferação do mosquito. "O monitoramento e, posteriormente, a soltura dos mosquitos pela empresa serão realizados em áreas muito específicas dentro desses bairros", comenta. "É importante lembrar que os agentes de controle da dengue continuarão desenvolvendo as atividades para evitar a multiplicação do Aedes, especialmente neste período mais quente e chuvoso, que é quando ele se reproduz."


Fonte:


Notícias relevantes: