Indaiatuba

Funcionários da Citi são demitidos

Os 148 trabalhadores do transporte que continuaram trabalhando na Citi receberam carta de demissão recentemente. Eles procuraram o vereador João de Souza Neto (Januba-DEM) para pedir ajuda na busca por empregos. "A Citi realmente demitiu todos os funcionários de Indaiatuba", confirma o edil. "Porém, a empresa ainda tenta encaixar alguns deles em suas garagens fora da cidade."

Januba conta que esteve em reunião com os trabalhadores nos dias 23 e 26 de março, e que outros vereadores foram convidados. "Estiveram comigo o Hélio, o Cebolinha, a vereadora Silene e o Figura; os outros tinham compromissos e não puderam participar. Mas, de um modo geral, pouco podemos interferir neste caso, já que em nenhum momento a Câmara foi consultada - a briga ficou restrita entre a Citi e a Prefeitura", pondera.

"De qualquer maneira, um dos ex-funcionários ficou de nos passar a lista de quem está desempregado. Isso deverá ser feito dentro de uma semana, porque a Rápido Sumaré está realocando alguns deles", complementa Januba. O vereador também apurou que a Citi teria feito promessas aos trabalhadores. "Eles disseram que a empresa prometeu promover a motoristasos cobradores que tinham a CNH categoria D", revela.

No dia 7 de março, os então funcionários da antiga operadora do transporte se reuniram na Câmara, junto ao representante do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários, para pedir uma investigação sobre o contrato emergencial elaborado pela Prefeitura. "Eles alegaram que existem irregularidades no documento", lembra o vereador Alexandre Peres (SD). "Agora, o departamento jurídico da Câmara está avaliando o contrato, que é bem extenso."

"Dentro de um mês e meio a cidade terá a empresa definitiva de transporte, já que a licitação está em andamento", conclui Peres. A Tribuna tentou contato com a assessoria de comunicação da Citi para levar os questionamentos da população, porém, até o fechamento desta edição não obteve retorno.


Fonte:


Notícias relevantes: