Indaiatuba

Contrato de concessão está disponível no site, diz Artesp

Em nota à Tribuna, a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) informou que as cópias de todos os contratos de concessão estão integralmente disponíveis no site da agência, no endereço www.artesp.sp.gov.br, estando à disposição de qualquer cidadão para consulta ou para baixar cópias dos arquivos.

Na edição passada, o vereador Edvaldo Bertipaglia (PSB), integrante da campanha "SP-75 - Juntos pela Vida!", havia se queixado de dificuldades para obter cópia do contrato de concessão da rodovia entre o governo do Estado e a concessionária AB Colinas.

Na mesma nota, a Artesp destaca que o trecho entre Salto e Indaiatuba da rodovia SP-75 recebeu mais de R$ 145 milhões em investimentos do Programa de Concessões Rodoviárias, por meio do contrato com a Rodovias das Colinas (razão social da AB Colinas), desde que este entrou em vigor. Informa, ainda, que foram feitas intervenções "para melhorar o conforto e a segurança do motorista", como o complexo viário do Km 50,9 em Indaiatuba, a passarela do Km 52 também no município, duplicação entre os Km 36,6 e 38,85 e reformulação do trevo do Km 39, ambas em Salto, além da execução de recapeamento entre os Km 15 e 77,6 em três oportunidades durante a vigência do contrato de concessão.

A agência também informa que desenvolve com as concessionárias de rodovias "intenso trabalho para reduzir o número de acidentes na malha sob concessão." Além de intervenções de engenharia de tráfego, como melhoria na sinalização de solo, melhorias em acessos, entre outras ações, promovem campanhas para conscientizar os motoristas sobre como tornar o trânsito mais seguro, abordando temas como não dirigir com sono, evitar ultrapassagens em locais inadequados, não utilizar o celular ao volante, não dirigir após ingerir bebida alcoólica, entre outros. "No trecho da SP-75 os esforços têm surtido resultado. No segmento entre Indaiatuba e Salto, do km 42 ao km 62, por exemplo, houve queda de 28,3% no número de acidentes nos últimos quatro anos", completa a Artesp.


Fonte:


Notícias relevantes: