Indaiatuba

Projeto de eficiência energética premia escola

A Escola Municipal Sylvia Teixeira de Camargo Sannazzaro, do bairro Tombadouro, foi uma das finalistas em concurso cultural do programa CPFL nas Escolas, que incentiva a adoção de novas práticas de uso eficiente e seguro da energia elétrica.

Duzentos e quinze alunos da escola de Indaiatuba estiveram envolvidos no projeto. Os trabalhos foram preparados com base no conteúdo proposto durante o programa, cujo evento de conclusão do ciclo 2017 ocorreu na terça-feira (17), em Campinas. Também foram selecionadas outras duas escolas, do Guarujá e de Campo Limpo Paulista.

A iniciativa capacitou cerca de 1.015 professores e mais de 35 mil alunos, que puderam conhecer hábitos positivos relacionados ao meio ambiente, entre os quais o consumo consciente de energia elétrica. Participaram 203 escolas da rede pública municipal e estadual em 16 municípios da área de concessão da CPFL Piratininga.

Um dos grandes atrativos do projeto é a unidade móvel de ensino multifuncional, uma carreta que promove atividades educativas que interagem, de forma prática, com os conceitos de energia elétrica e a utilização racional dos recursos. A iniciativa permite que os alunos participem de atividades lúdicas e artísticas (filme e peça de teatro) que tem como mote a energia. Durante todo o tempo de ativação do projeto, a carreta recebeu 26 mil visitas.

Os critérios para escolha das finalistas levaram em consideração a mobilização da escola e da comunidade, as ações de eficiência energética e de meio ambiente, a apresentação do projeto e visão de sustentabilidade.

Premiação

Como prêmio pelo engajamento, a escola Sylvia Teixeira de Camargo Sannazzaro receberá da CPFL Piratininga uma placa de reconhecimento e uma sala multimídia equipada com telão, projetor, home theater, notebooks, microfones sem fio e caixa de som portátil.

Os alunos receberão certificado de participação no projeto, além de um kit com medalha, chaveiro, mochila eum livro com atividades temáticas sobre meio ambiente e sustentabilidade. Os diretores e coordenadores receberão tablets e uma miniatura da carreta, a unidade móvel de ensino que fez parte da iniciativa.

Além dos prêmios, a CPFL fará um diagnóstico da escola para avaliar se o local está apto para receber melhorias na parte elétrica, como a implantação de placas para geração de energia fotovoltaica, que impactarão positivamente na economia de energia do local.


Fonte:


Notícias relevantes: