Indaiatuba

Controle da dengue coleta mais de 16 mil ovos

O Programa Municipal de Controle da Dengue coletou, até quarta-feira (25), 16.166 ovos do mosquito Aedes aegypti por meio das cem armadilhas de mosquitos em vários bairros da cidade. A ação busca verificar o nível de infestação do inseto transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya em Indaiatuba.

"Com base nos resultados, nossa equipe passou em algumas localidades fazendo as prevenções", afirma o coordenador do programa, Ulisses Bernardinetti. "Em outros pontos estamos planejando uma intensificação nas regiões das armadilhas, cobrindo uma área com nove quarteirões no entorno para as atividades de retirada de materiais, tratamento com larvicida biológico e orientação à população."

Alguns dos bairros onde foram encontrados ovos do Aedes aegypti são os seguintes: Cidade Nova I e II, Vila Suíça, Jardim Dom Bosco, Jardim Guanabara, Centro, Jardim Regina, Alto da Colina, Portal do Sol, Jardim Rossignatti, Jardim Paraíso, Jardim Umuarama, Itaici, Jardim do Sol, Jardim Maria Luiza, Vila Pires Cunha, Vila Costa e Silva, Jardim Califórnia, Jardim Hubert, Jardim Morada do Sol e Jardim João Pioli.

Ulisses ressalta que as informações coletadas são utilizadas para a elaboração de mapas temáticos, onde são identificadas as áreas críticas. "Isso não quer dizer que todo o bairro esteja infestado", comenta. "Os números de ovos coletados servem como alerta para toda a população continuar vigilante." Indaiatuba registrou este ano dois casos autóctones (contraídos no próprio município) de dengue e um importado. Oito casos suspeitos aguardam os resultados dos exames e outros 11 foram descartados.

Segundo Ulissses, serão instaladas mais 50 armadilhas na cidade. Até a primeira quinzena de maio, a equipe estará trabalhando em atividades de casa a casa no Parque das Nações, Juscelino Kubistchek, Vila Pires da Cunha, Jardim Tancredo Neves, Jardim Alice, Jardim Morada do Sol, Jardim Paulista I e II, Jardim Colibris e Maritacas.


Fonte:


Notícias relevantes: