Indaiatuba

Hábitos podem auxiliar na prevenção

SAÚDE

A doença é comum e acomete uma em cada quatro pessoas adultas. Assim, estima-se que atinja em torno de, no mínimo, 25% da população brasileira adulta, chegando a mais de 50% após os 60 anos e está presente em 5% das crianças e adolescentes no Brasil.

Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde revela que o número de brasileiros com pressão alta cresceu 14,2% nos últimos dez anos, chegando à média nacional de 25,7%. Conforme a SBH, a hipertensão arterial causa 300 mil mortes por ano, e é responsável por até 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal.

Ter hipertensão (pressão alta) significa apresentar pressão arterial igual ou maior que 14 por 9. A pressão se eleva por vários motivos, mas principalmente porque os vasos nos quais o sangue circula se contraem. O coração e os vasos podem ser comparados a uma torneira aberta ligada a vários esguichos; se fecharmos a ponta dos esguichos a pressão lá dentro aumenta. O mesmo ocorre quando o coração bombeia o sangue: se os vasos são estreitados, a pressão sobe.

A pressão alta ataca os vasos, coração, rins e cérebro. Os vasos são recobertos internamente por uma camada muito fina e delicada, que é machucada quando o sangue está circulando com pressão elevada. Com isso, os vasos se tornam endurecidos e estreitados podendo, com o passar dos anos, entupir ou romper. Quando o entupimento de um vaso ocorre no coração, causa a angina que pode ocasionar um infarto. No cérebro, o entupimento ou rompimento de um vaso, leva ao derrame cerebral ou AVC. Já nos rins podem ocorrer alterações na filtração até a paralisação dos órgãos.

Para evitar a hipertensão, os especialistas recomendam medir a pressão arterial, ao menos uma vez por ano; praticar atividades físicas regularmente; manter o peso ideal; na alimentação, reduzir o consumo de álcool, sal e frituras, e ingerir mais frutas e legumes; se fumante, abandonar o cigarro; evitar o estresse e arranjar mais tempo para o lazer.


Fonte:


Notícias relevantes: